Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

03/06/2011 - SIC Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Justiça: Ministério Público já realizou buscas no caso de fraude que envolve angolanos e portugueses


Lisboa, 02 jun (Lusa) - As autoridades portuguesas já realizaram buscas numa investigação a uma fraude transnacional que envolve o Banco Nacional de Angola (BNA) e empresários portugueses e que lesou o Estado angolano em milhões de euros, disse hoje à Lusa fonte do Ministério Público.Lisboa, 02 jun (Lusa) - As autoridades portuguesas já realizaram buscas numa investigação a uma fraude transnacional que envolve o Banco Nacional de Angola (BNA) e empresários portugueses e que lesou o Estado angolano em milhões de euros, disse hoje à Lusa fonte do Ministério Público.

Uma fonte do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) adiantou à agência Lusa que, apesar de terem sido realizadas buscas, "ainda não há arguidos" neste processo, em que o Estado angolano se constituiu assistente após ter apresentado queixa contra os suspeitos às autoridades portuguesas há cerca de um ano.

O caso está a ser investigado pelo DCIAP e envolve fluxos ilegais de dinheiro transacionados entre angolanos e portugueses, havendo suspeitas da prática de crimes de branqueamento de capitais e burla qualificada, entre outros ilícitos, precisou a fonte.

Acrescentou ainda que, neste momento, a investigação está na fase de "recolha de mais elementos de prova", além dos obtidos através das buscas.

O DCIAP é a estrutura do MP responsável pela investigação da criminalidade organizada e transnacional mais grave, complexa e sofisticada.

A notícia da investigação foi avançada hoje pelo Diário de Notícias (DN), que refere que em causa estão mais de 300 milhões de euros em pagamentos do BNA para produtos importados que nunca chegaram a Angola ou outros completamente fictícios, como limpa-neves.

Segundo o DN, a maioria dos pagamentos efetuados saiu de uma conta do Estado angolano no Banco Espírito Santo (BES) de Londres que, recebidas as ordens de pagamento, fazia as transferências de dinheiro. O caso terá sido descoberto quando o BES comunicou que a conta estava a ficar sem saldo.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 559 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal