Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

01/06/2011 - D24am Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF faz operação contra fraude em superintendência no Amazonas

Polícia cumpre seis mandados de busca, apreensão e arresto, além de um mandado de prisão em Manaus e em Brasília.

Manaus - A Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas deflagrou a Operação “Caixa Preta”, na manhã desta quarta-feira (01), visando o cumprimento de seis mandados de busca, apreensão e arresto, bem como um mandado de prisão, todos expedidos pela Justiça Federal de Manaus. Os mandados judiciais foram cumpridos simultaneamente em Manaus e Brasília.

Ao final da operação duas prisões foram feitas em Manaus, e uma em Brasía. Os suspeitos são acusados por três crimes, falsidade documental, peculato (tipo penal próprio de funcionário público contra a administração em geral) e por fraudar licitações, bem como prevê o artigo 90 da lei de licitação 8866. Um dos presos era ex assessor da Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas.

As investigações da Polícia Federal, iniciadas em 26 de julho do ano passado, dão conta de que dois servidores da Superintendência Federal da Agricultura no Estado do Amazonas e um empresário supostamente “montaram” o processo licitatório voltado para a construção de uma caixa d´água na superintendência. A obra da caixa d'água chegou a ser feita, mas foi super faturada em R$150 mil.

O inquérito Policial apurou, ainda, que supostamente foi falsificado o Parecer Jurídico de Advogado da União, no bojo do citado processo licitatório. Provas testemunhais e periciais indicam que, do nascedouro até o pagamento da referida obra, possivelmente existiram irregularidades. No ato da Operação foram apreendidos computadores na Superintendência Regional da Polícia Federal no Amazonas, que serviram para a polícia procurar mais provas e a possibilidade de mais crimes entre os envolvidos.

As buscas ocorrem na residência dos investigados, na sede de uma empresa, bem como no âmbito da Superintendência Federal da Agricultura no Amazonas. Ao todo 24 policiais federais estão envolvidos na Operação. A expectativa é a de que a União consiga arrestar os bens dos investigados no valor equivalente ao desvio, a fim de garantir o ressarcimento do dano, em tese, causado ao patrimônio público.

Um dos empresários investigados foi preso em flagrante por porte de cinco armas de fogo, e 120 munições. No total da operação foram apreendidos R$ 22 mil, alguns dólares, jóias, relógios Rolex e um veículo. A Justiça Federal determinou, ainda, o bloqueio das contas dos investigados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 433 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal