Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

01/06/2011 - Diário do Vale Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Três Rios: Funcionário de banco é indiciado por estelionato


O delegado adjunto da 108ª DP, Cláudio Batista Teixeira, indiciou o funcionário da Caixa Econômica Federal de Três Rios, um homem de 50 anos, por estelionato. Ele foi denunciado por Rafael Monteiro de Barros Ferreira, 28, e João Batista Belizário, 53, que foram presos na semana passada.

Eles foram flagrados por policiais civis após retirarem da agência da CEF daquela cidade um precatório no valor de R$ 52 mil, usando documentos falsos. A dupla recebeu voz de prisão depois de sair do banco e entrar num Honda Civic. Os dois estão presos na 108ª DP e também foram indiciados por estelionato.

No curso das investigações, os suspeitos delataram a participação do bancário no esquema. Segundo Rafael Monteiro, o bancário era quem fornecia a ele os nomes das pessoas que tinham precatórios no banco e data em que os documentos seriam liberados.

Os policiais em posse do celular de Rafael Monteiro passaram uma mensagem de texto ao suspeito, informando que tudo tinha dado certo e onde ele poderia encontrá-lo:

- O bancário retornou a mensagem, respondendo que o encontro seria numa lanchonete de Três Rios. Fomos (policiais) até o estabelecimento e abordamos o suspeito, que negou a sua participação no esquema de informações. Ele disse apenas que fez uma consulta de saldo para Rafael Monteiro - disse um policial.

O delegado explicou que o bancário, por não ter sido preso em flagrante, responderá pelo crime em liberdade. O policial encaminhou o inquérito para a Justiça Federal de Três Rios, que dará prosseguimento às investigações.
Já Rafael Monteiro e João Batista foram presos na semana passada, porque no dia em que retiraram o precatório foram reconhecidos por um gerente, que chamou a polícia. Em 2010, eles foram à mesma agência bancária e conseguiram retirar um precatório no valor de R$ 260 mil.

Os acusados moram em Levi Gasparian. Na 108ª DP, os policiais descobriram que Rafael Monteiro teve passagem em 2008 pela delegacia de Rio das Flores. Já João Belizário receberia R$ 1 mil, por sua participação no crime. A polícia apurou que ele também tinha anotações criminais por estelionato.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 274 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal