Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

29/05/2011 - D24am Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga sites do Amazonas por fraudes e estelionato

Por: Álisson Castro

Maior parte dos crimes envolve produtos que são comprados na internet e não são entregues aos clientes.

Manaus - A maioria dos casos de estelionato e fraude ocorridos na internet e registrados nas delegacias de Manaus envolve compras em sites que não entregaram os produtos solicitados e pagos por meio de boleto ou cartão de crédito, segundo dados da Delegacia do Consumidor (Decon) da Polícia Civil do Amazonas.

Segundo a delegada titular da Decon, Sylvia Laureana da Silva, os golpistas usam preços reduzidos e facilidade de compras como iscas para os consumidores. “Deve-se sempre desconfiar quando os benefícios são tão expressivos” alertou a delegada. “Já tivemos um caso em que o produto era oferecido pela internet por apenas 10% do valor encontrado no mercado. Nestas situações é quase certo que tem algo de errado na comercialização”.

Em 2010, foram registrados 34 crimes de estelionatos relacionados a esse tipo de fraude em Manaus, segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). Deste total, mais de 20 envolveram compras de mercadorias em sites de compras que não entregaram os produtos prometidos.

Segundo a delegada, a maioria dos golpistas é de outros Estados e acredita que a rede mundial de computadores pode dificultar o trabalho de investigação. “A investigação destes casos realmente não é fácil, mas trabalhamos com apoio da DRCO (Divisão de repressão ao crime organizado) que nos oferece apoio técnico para chegar aos golpistas”, ressaltou.

A delegada informou que quando os suspeitos são identificados, a delegacia encaminha uma carta precatória para setores de segurança da cidade em que residem os responsáveis pela venda dos produtos. “Em todos os casos investigados pela Decon conseguimos identificar a cidade de origem do site usado para aplicar o golpe e os nomes dos responsáveis pelo endereço eletrônico e encaminhamos carta precatória para a polícia local”.

Donos de sites utilizam nomes de terceiros para registrar domínio

Segundo a delegada Sylvia Laureana da Silva, na maioria dos casos, os suspeitos foram encontrados e interrogados pela polícia, mas em outros casos, foram usados documentos e nome de terceiros para registrar os sites.

Entre outras dificuldades para investigação apontadas pela delegada está a especialização dos golpistas. “Tem agora um pessoal que tem profundo conhecimento de web (internet) que tenta não deixar ‘rastros’ na rede mundial de computadores. Por isso, os investigadores devem também acompanhar esta evolução para alcançar os criminosos”, opinou Sylvia.

Para Sylvia, o índice de registros deste tipo de golpe não indica a real dimensão do numero de pessoas que foram vítimas destes golpes. “Na maioria dos casos, as pessoas não procuram formalizar a denúncias. Acreditam que apenas desistir da compra e se conformar com perda resolve o problema. Em outros casos elas se sentem envergonhadas de terem sido enganadas. Um dos maiores erros é acreditar que fazer registros em sites de reclamações é suficiente”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 159 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal