Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FRAUDES NAS EMPRESAS

Veja aqui a programação deste importante treinamento programado para o dia 26/04 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

26/05/2011 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Falsário de 68 anos é preso pela segunda vez em 5 meses

Por: Alexandre Aprá

Aposentado fornecia documentos falsos para assaltantes de bancos; intuito é dificultar localização.

O aposentado Divino Marinho de Araújo, de 68 anos, foi preso pela Polícia Civil, na tarde desta quarta-feira (25), acusado de falsificar documentos, em Várzea Grande. Essa é a segunda vez que Divino é detido sob a mesma acusação.

O idoso é pai de Sílvio César de Araújo, de 37 anos, o "Cabelo de Bruxa", líder da quadrilha de roubo a bancos, presa na operação "Lacraia", em janeiro de 2011.

A prisão de Divino ocorreu durante diligências dos policiais do GCCO, no bairro Jardim Imperador. Os policiais foram entregar uma intimação para ele prestar declarações referentes à investigação de roubo a banco em andamento.

Da casa dele saía o segundo preso, Valdecir Faletti, de 48 anos, com diversos documentos falsos. Com ele foram apreendidos certidões de nascimento, títulos de eleitor e cédulas de identidades de vários nomes.

Questionado pelos investigadores, Valdecir afirmou ter encomendado os documentos a Divino, proprietário da residência, também preso em flagrante. Valdecir confessou que iria utilizar os nomes para abertura de uma empresa.

O idoso de quase 70 anos é considerado um dos mais antigos estelionatários do Estado. Ele tem passagens por estelionato, tráfico de drogas e moeda falsa. Também é pai de um policial militar e de dois assaltantes de banco, sendo um (José Maria de Araújo) condenado a mais de 100 anos de prisão.

Valdecir Faletti, o segundo preso, tem várias passagens por crimes de receptação, uso de documentos falsos, formação de quadrilha, tráfico de drogas, uso de documento falso e falsidade de atestado médico.

Os dois foram autuados em flagrante por falsificação de documento público. Valdecir também responderá por corrupção ativa por oferecer dinheiro aos investigadores no momento da prisão.

Para a Polícia, o crime pode parecer simples, mas pode gerar muitos prejuízos à sociedade. "Isso é uma coisa muito grave, que gera conseqüências muito danosas. Em janeiro, nós constatamos que esse senhor vendeu documentos falsificados para um bandido que tinha 200 anos de condenação. Se esse criminoso para em uma blitz com esses documentos, ele não é preso", argumentou a delegada Ana Cristina Feldner, do Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), que comandou as investigações.

Operação Lacraia

Onze pessoas ligadas à quadrilha foram presas no dia 18 de janeiro deste ano, na operação "Lacraia". O bando é responsável pelos assaltos os Bancos do Brasil das cidades de Aripuanã, no dia 3 de março de 2010, Nova Mutum, em 02 de junho de 2010, e Campo Novo do Parecis, no dia 2 de dezembro de 2010, na modalidade "Novo Cangaço.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 240 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2018 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal