Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

27/05/2011 - Diário de Cuiabá Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende idoso acusado de golpes


O pai do chefe da quadrilha de roubos a banco preso em janeiro deste ano foi capturado anteontem à tarde com documentos falsos. Trata-se do aposentado Divino Marinho de Araujo, 68, pai de Sílvio César de Araújo, 37, o “Cabelo de Bruxa”. O golpista foi preso em companhia de Valdecir Faletti, de 48, após ser flagrado com dezenas de documentos falsos numa casa do Jardim Imperador, em Várzea Grande, onde reside o aposentado.

No local foram apreendidos certidões de nascimento, títulos de eleitor e cédulas de identidades de vários nomes. Valdeci explicou que encomendou os documentos a Divino e iria utilizar os nomes para abertura de uma empresa. Os policiais da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) não descartam a hipótese de os documentos serem utilizados por integrantes da quadrilha de assaltos a banco após alguma ação criminosa. Com isso, não seriam presos, porque não teriam prisões decretadas em nomes de pessoas fictícias.

A prisão da dupla ocorreu por acaso. Os policiais foram até a casa de Divino intimá-lo referente à investigação de roubo a banco ocorrido recentemente. Ao chegar à residência, depararam-se com uma verdadeiro depósito de documentos falsos. Segundo os policiais, Divino considerado um dos mais antigos estelionatários do Estado. Ele tem passagens por estelionato, tráfico de drogas e moeda falsa. Também é pai de um policial militar, de dois assaltantes de banco, sendo um (José Maria de Araújo) condenado a mais de 100 anos.

Valdecir, por sua vez, tem várias passagens por crimes de receptação, uso de documentos falsos, formação de quadrilha, tráfico de drogas e falsidade de atestado médico. Os dois foram autuados em flagrante por falsificação de documento público. Valdecir também responderá por corrupção ativa, já que ofereceu dinheiro aos investigadores no momento da prisão.

Divino chegou a ser preso este ano quando 11 pessoas ligadas à quadrilha foram capturadas no dia 18 de janeiro, na Operação Lacraia. Segundo os policiais, o bando é responsável pelos assaltos às agências do Banco do Brasil das cidades de Aripuanã, no dia 3 de março de 2010, Nova Mutum, em 2 de junho de 2010, e Campo Novo do Parecis, no dia 2 de dezembro de 2010, na modalidade “Novo Cangaço”. (AR)

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 140 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal