Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

24/05/2011 - Capital News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha é presa com equipamentos roubados e R$ 2,1 mil em notas falsas em Campo Grande

Por: Valquíria Oriqui


Policiais da Delegacia Especializada em Repressão a Roubos e Furtos (Derf) apresentaram na manhã de hoje (24), três integrantes de uma quadrilha acusados de roubarem mais de 70 estabelecimentos em Campo Grande. A prisão ocorreu há cerca de 30 dias no bairro Taquarussu, na Capital.

Valdemar Nunes de Souza Junior, apelidado de “Pit-Bull”, Paulo Vieira Torrett Junior, apelidado de “Chiclete” e Gelson Cardoso da Silva, 22 anos, eram especializados em roubar estabelecimentos com portas do tipo blindex.

Durante as investigações os policiais identificaram como outro integrante da quadrilha, Douglas Marcelino da Silva, 32 anos, o qual era responsável em identificar as vítimas e levar os demais autores até o local dos furtos.

Enquanto os demais autores praticavam o furto, Douglas ficava com o próprio veículo, um Fiat Pálio, do lado de fora do estabelecimento dando segurança e em seguida ajudava na fuga. Douglas está foragido e a prisão dele já foi decretada.

Após às 22 horas Paulo entrava nos estabelecimentos e levava televisores, computadores, roupas, DVDs, dentre outros objetos.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Roberval Cardoso, os equipamentos seriam usados para sustentar o vício dos mesmos. Os autores assumiram a prática de mais de 70 furtos em estabelecimentos comerciais com portas blindex e levaram os policiais até os locais onde as ações foram praticadas.

“Eles trocavam por todos os tipos de droga: crack, pasta base de cocaína, maconha...”, diz Roberval ao ressaltar que junto com os integrantes foi apreendido ainda o valor de R$ 2,1 mil e uma máquina impressora usada para imprimir o dinheiro falso.

Os objetos apreendidos foram identificados pelas vítimas e estão aguardando a apresentação da nota fiscal para serem devolvidos aos respectivos donos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 155 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal