Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

25/05/2011 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende bancário acusado de desvio de dinheiro

Por: Manoel Cardoso


Agentes da Polícia Federal prenderam em flagrante, na manhã de ontem (25), o funcionário da agência da Caixa Econômica Federal da avenida Borges Leal, em Santarém, Arthur Francisco Mota, acusado de desviar dinheiro de pescadores cadastrados no Seguro-Defeso.

O agente da PF, Wilses Tavares, informou que Mota já havia sido preso em 2007 quando foi pego com 29 cartões do Bolsa-Família, acusado de desviar dinheiro das pessoas cadastradas no programa do Governo Federal. Na época, segundo Wilses Tavares, o acusado ficou preso por sete meses na Penitenciária Silvio Hall de Moura, onde respondeu pelo crime de peculato, tipificado no artigo 312 do Código Penal. Porém, ele saiu da cadeia em liberdade provisória após ser beneficiado por um habeas corpus.

“Hoje (ontem) esperamos a Caixa abrir para fazer a prisão dele dentro da própria agência. O delegado Javier que preside o inquérito pediu a prisão preventiva dele e os agentes efetuaram a prisão em flagrante”, relata.

De acordo com Wilses Tavares, ao retornar ao mesmo trabalho, dentro da Agência Muiraquitã, da Caixa Econômica, depois que saiu da Penitenciária, o bancário continuou a cometer crimes, se apropriando do dinheiro de outras pessoas clientes da instituição bancária.

O agente Wilses Tavares conta que, para se apropriar do dinheiro dos pescadores, o acusado funcionário da Caixa Econômica pegava o cartão de uma pessoa que solicitava o Seguro-Defeso e, se o titular da conta demorasse a sacar, o bancário criava uma senha e se apropriava do valor.

“Se condenado, o acusado poderá pegar de dois a doze anos de prisão”, disse ainda o agente.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 515 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Hugo Rodrigues - 31/05/2011 20:49

Esta profissão precisa ser de pessoas dignas e com boa índole...a facilidade que o sistema deixa é que faz o ladrão.


Autor e data do comentário: Alvaro Luis Galdino - 31/05/2011 07:50

Sinceramente, eu não consigo entender como um pessoa que passa 7 meses presos por um crime de desvio,sendo funcionário da CEF (sistema financeiro), retorna para o mesmo emprego, após sair da prisão com um "habeas corpus"?!?!?!?!?!??
É a regulamentação da "profissão" de criminoso? Como que ele não foi demitido por justa causa? E se foi, passou em novo concurso??!!!
Por favor, me expliquem, parece que os meus neurônios são compatíveis ainda com o "pentium I"



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal