Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

24/05/2011 - Agência RBS / A Notícia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fábrica de cartões em casa

Polícia prende homem com cerca de mil unidades para serem falsificadas.

Praticamente uma central de impressão de cartões de crédito e débito. Foi com isso que a Polícia Militar se deparou, no começo da tarde de ontem, na rua Maracujá, no bairro Comasa, em Joinville.

O dono da casa, Carlos Elias Pedro, de 33 anos, foi preso em flagrante. Lá foram apreendidos cerca de mil cartões prontos para serem impressos, impressora especial para cartões, máquinas conhecidas como “chupa-cabras” (usadas para clonagem na hora em que o cliente usa o cartão de crédito), documentos e vários equipamentos eletrônicos, como computadores e iPad.

Tudo começou quando Carlos foi comprar o notebook em uma rede de lojas no Centro da cidade. Segundo a Polícia Militar, ele já teria feito a mesma operação pelo menos oito vezes. Os vendedores teriam desconfiado da atitude dele, principalmente depois que o crédito foi recusado. Então eles anotaram a placa do carro, um Fusion de Joinville, e passaram para a PM. Com posse dos dados, chegaram até a casa de Carlos.

Segundo o tenente Daniel Henrique Rodrigues, Carlos tem diversas passagens pela polícia, entre elas por estelionato, falsificação de documento público, porte de munição e uso de documento falso, registrados em cidades como Florianópolis, Biguaçu e Joinville. “Ainda não é possível dizer se ele agia sozinho ou tinha algum cúmplice. Depende da investigação”, afirmou o policial. Na Central de Polícia, Carlos não quis conversar com a imprensa.

A mulher de Carlos tem um salão de beleza e, segundo o policial, isso facilitaria a ação. “Ele tinha acesso ao SPC e Serasa e sabia os dados das pessoas que estariam com restrição.” A PM fez buscas em outros lugares procurando pessoas que poderiam estar ligadas a Carlos, mas até o fechamento desta edição, não havia registro de mais prisões.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 416 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal