Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

23/05/2011 - EPTV.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha falsificava documentos com papel impresso oficial

Três integrantes foram presos na quinta (19); polícia procura por fornecedores.

A polícia de Araras, na região Central do Estado de São Paulo, prendeu na quinta-feira (19) integrantes de uma quadrilha que falsificava documentos e aplicava golpes em vários estados do país. Agora, os investigadores procuram os responsáveis pelo fornecimento do papel impresso oficial para que os falsários pudessem ‘esquentar’ os documentos falsos. Confira o vídeo ao lado.

Em um HD para armazenar arquivos, a polícia encontrou a lista e os modelos dos documentos. Entre eles, diploma de medicina da Universidade Federal da Bahia (UFBA), histórico escolar, carteira de identificação de oficial de Justiça e da marinha.

Os preços eram diferenciados para cada encomenda. O diploma para um curso técnico, por exemplo, ficava em R$ 1,5 mil. Já a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) saia por R$ 300.

Julio César Amadio, que portava uma carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), mesmo documento encontrado no computador, foi preso em flagrante por falsificação.

Na operação, a polícia também apreendeu três carros. Um deles estava na oficina do irmão de Julio. Vagner Amadio e o filho foram presos por falsidade ideológica e adulteração das características do veículo. “Eles disseram que não sabiam e não conseguiram abrir o programa. O que não é verdade, porque em um dos veículos nós encontramos a cópia deste documento, o que comprova o vinculo e que ele tinha muito conhecimento”, disse o delegado Francisco de Oliveira Lima.

A investigação começou a partir da apreensão de carros adulterados com documentação clonada. Com os mandados de busca, os policiais encontraram bem mais do que procuravam.

O objetivo agora é descobrir o responsável por obter os documentos originais junto aos órgãos competentes. “A gente acredita que exista uma outra ala desta quadrilha que fornecia o impresso oficial para que ele fizesse o trabalho dele como ‘documentarista’”, explicou o delegado.

As pessoas que usufruíram dos documentos também podem ser punidas criminalmente. “Se você contratou a expedição de um documento falso, você usou e praticou o crime. Se a investigação chegar a essas pessoas, elas serão responsabilizadas”, ressaltou Lima.

O advogado do homem que foi preso por suspeita de falsificação entrou com pedido de liberdade provisória.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 584 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal