Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

18/05/2011 - 24 Horas News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Descoberta de esquema de fraude compromete entrega de medicamentos em MT

Por: Hebert Almeida


As denúncias contra a empresa de comércio de medicamentos Sulmed, investigadas pela Polícia Federal, pode resultar na falta de produtos essenciais para atender os pacientes do Pronto Atendimento do Hospital Municipal de Rondonópolis – PA, a partir da próxima semana. Essa é a preocupação do secretário de Saúde do Município, Valdecir Feltrin, que aponta a distribuidora gaúcha como vencedora da licitação realizada no mês de março, para aquisição de medicamentos importantes, como soro fisiológico.

Feltrin alega que a licitação foi homologada e já vinha recebendo parte dos produtos adquiridos. A partir da operação que resultou na prisão de servidores públicos e funcionários da empresa, deixou de ter contato telefônico com a Sulmed. Impedido de convocar a segunda colocada no pregão, o secretário tentou obter mais informações da Polícia Federal nesta terça-feira (17). Mas, sequer foi atendido pelo delegado. A alegação, segundo Feltrin, é a de que havia apenas cumprido com mandados de prisão expedidos pela Justiça do Rio Grande do Sul – R.S.

Caso deixe de receber os produtos, Feltrin deve optar pela compra direta e dispensa de licitação. “Eu queria obter informações oficiais da Polícia Federal para saber que rumo tomar, caso a empresa deixe de entregar os produtos”, disse.

O problema pode também atingir outras prefeituras. O esquema de desvio de dinheiro encaminhado pelo Governo Federal para compra de medicamentos para serem distribuídos aos pobres tinha braços em pelo menos 13 cidades de Mato Grosso, incluindo Rondonópolis. A PF cumpriu mandados em Cuiabá, Mirassol D’Oeste, São Félix do Araguaia, Araputanga, Barra do Garças, Tangará da Serra, Rio Branco, Lambari D’Oeste, Alto da Boa Vista, Itiquira, Rondonópolis e Vila Bela da Santíssima Trindade.

As investigações foram concentradas na fraude a licitações, corrupção ativa e passiva, peculato e formação de quadrilha. Além de medicamentos, havia dinheiro público destinado a aquisição de material hospitalar e outros insumos da área de saúde por prefeituras municipais supostamente desviados.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 410 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal