Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

19/05/2011 - Diário do Nordeste Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Acusados de fraude são detidos pela PF

Por: Wilson Gomes

Além das prisões, a Polícia apreendeu vasta documentação em duas locadoras de veículos na Av. Monsenhor Tabosa.

Uma operação sigilosa da Polícia Federal em conjunto com o Ministério Público Estadual, no combate a fraudes em licitações com verbas públicas, terminou na prisão de dois homens e na apreensão de grande volume de documentos e computadores em diversos pontos da Capital. A ação não foi divulgada oficialmente ainda pelos órgãos responsáveis por sua realização.

Os dois presos foram identificados como sendo os empresários Daniel Costa Menezes e José Menezes Neto. Os agentes federais, munidos de mandados de busca e apreensão, estiveram em vários pontos comerciais que poderiam deter pistas importantes para a investigação fiscal, entre eles, locadoras de automóveis da Capital.

Buscas

Documentos e computadores foram apreendidos pelos agentes federais em, pelo menos, duas locadoras de veículos situadas na Avenida Monsenhor Tabosa, na Praia de Iracema.

Munidos de mandados judiciais, os federais apreenderam a papelada de contratos de automóveis para várias prefeituras do Interior cearense. Também os arquivos dos computadores das agências foram confiscados pela PF e serão submetidos à perícia para a degravação de seus arquivos.

Após suas prisões, Daniel Costa Menezes e Lúcio José Menezes foram conduzidos à sede da Procuradoria Geral da Justiça (PGJ), e ali ouvidos na Promotoria de Combate aos Crimes Contra a Administração Pública (Procap). Em seguida, transferidos para a Delegacia de Capturas e Polinter (Decap).

Prefeito

O prefeito afastado de Nova Russas, Marcos Alberto Torres, deverá permanecer preso na Delegacia de Capturas e Polinter. O desembargador Vasco Della Giustina, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), convocado do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, indeferiu, ontem, habeas corpus, impetrado pelo advogado Vicente Aquino em favor do prefeito. Na terça-feira, a defesa havia tentado, sem êxito, sua transferência para o Quartel do Bombeiros Militar.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 926 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: Orlando Tavares - 20/05/2011 18:18

Temos conhecimento que esses dois são assessores na assembleia legislativa do estado e são beneficiários de contratação sem licitação há mais de 06 anos. Como é o tio deles que é o Presidente do TCE que fiscaliza a assembleia, aí se imagina que não existe fiscalização. Uma mamata. Muita grana. Se desenrolarem essa meada, vai bater em gente graúda.



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal