Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

16/08/2007 - Diário da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia prende estelionatários e R$ 500 mil em mercadorias

Por: Daniel Gondim


Cinco pessoas foram presas por estelionato nas cidades de Goiânia e Itapuranga (a 155 km da Capital) no final da tarde de terça-feira, 14. O comerciante Vicente de Paula Aleixo, a esposa dele, Ivanir de Paula Aleixo, e o funcionário do casal, Jenerson Homem de Ascensão, foram detidos em flagrante enquanto faziam compras com cheques em nome de uma empresa falida no centro de Goiânia, enquanto Juliana Aleixo Duarte e Juciel Aparecido Borges foram detidos no município do interior.
O grupo ainda usava cheques de Ivanir e da sobrinha Juliana. A quadrilha já estava sob investigação há uma semana e pode ter feito pelo menos 40 vítimas. Com eles foram encontrados vários tipos de mercadoria, como aparelhos celulares, materiais para fazenda, eletrodomésticos, eletroeletrônicos e quatro carros 0 km.
O volume da mercadoria apreendida em posse dos estelionatários encheu nove caminhões do tipo baú e está avaliado em R$ 500 mil. O material estava dividido entre a casa dos acusados em Goiânia e em uma fazenda de Itapuranga. Toda a mercadoria recolhida com o grupo está guardada no ginásio de esportes da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), em Goiânia.

afetados – Algumas vítimas compareceram ontem à Polícia Civil. Uma delas é o dono de uma loja de instrumentos musicais. O comerciante apresentou o cheque sem fundos no valor de R$ 4 mil, usado na compra de violão e um pedestal para teclado.
A quadrilha começou a agir há cerca de dois meses. Usava conta bancária da empresa JA Duarte, que pertence aos acusados mas está falida. Segundo o delegado da Deic, Glaydson Carvalho, a mercadoria adquirida era revendida depois. “Ainda iremos investigar o destino desses produtos”, acrescenta o delegado. De acordo com o inquérito instaurado na Deic, além do estelionato, pesa também sobre o bando o crime de formação de quadrilha.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 479 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal