Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

13/05/2011 - R7 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presidente da OAB de São Paulo sofre golpe de escritório fantasma

Luiz Carlos D’Urso conta que chegou a pagar boletos para os golpistas.

O escritório de advocacia do presidente da OAB, Luiz Carlos D’Urso, sofreu um golpe de uma empresa fantasma. Ele conta que chegou a pagar boletos para os golpistas.

- A gente procurou entrar em contato com a empresa, mas era tudo falso

Criminosos abrem escritório fantasmas especializados em aplicar golpes. Eles inventam cobranças de propaganda que não existe e ainda ameaçam as empresas que não querem pagar.

Um motoboy é suspeito de fazer parte da quadrilha, que entregava os boletos. Junto, um falso contrato de serviços de publicidade em listas telefônicas impressas e na internet.

No registro da junta comercial de São Paulo, o endereço da empresa que emitia os boletos falsos é avenida Luis Inácio de Anhaia Melo. No número indicado, a reportagem encontra um prédio aparentemente abandonado, que, segundo os vizinhos, está fechado há mais de um ano.

Já no endereço da empresa na Receita Federal, a numeração praticamente não existe: ela seria bem no meio de onde está um prédio em construção na zona leste de São Paulo. Uma obra que não é da quadrilha.

O responsável pela empresa que emite os boletos, segundo registros da junta comercial, é Claiton Gonçalvez Batista Silva, que já tem passagem pela polícia por falsificação de documentos e uso de documento falso. A reportagem foi até a casa dele, onde ele se apresentou como outra pessoa e afirmou que o Silva tinha se mudado e fechado a empresa.

Mas uma ligação para o escritório mostra que Claiton confirma que a empresa ainda está em atividade.

De acordo com o delegado Francisco Solano de Santa, delegado de roubos e extorsões, se for provado que eles ameaçam os clientes, o crime sairá do estelionato e entrará em extorsão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 152 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal