Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

14/08/2007 - Comunidade News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Compra de green card termina mal para brasileiros


O sonho da legalização a qualquer custo terminou mal para um grupo de 27 brasileiros. Todos foram presos, na última quarta-feira (8) em Chelsea, Massachusetts, acusados de pagar ,000 para a obtenção de green card de um português, que na verdade era um agente disfarçado da Imigração.

Sete componentes do grupo, que estavam no estacionamento do Market Basket, e uma oitava pessoa, foram acusados de crime. As redes de fraude não tinham Chelsea como base e operavam em outras cidades do estado. Todos os 27 brasileiros estão ilegalmente no país e devem ser deportados.

Segundo o jornal The Boston Globe, entre os brasileiros presos estão Fábio Santonione Almeida, Marcos Rodrigues da Silva, Wirlei Gonçalves Dias e sua irmã, Creone Angelina Dias, Welton Ribeiro Damaceno, Fabrício Dutra Lopes, e Walace Dias Gonçalves. O ICE e a Procuradoria Geral informaram que todos eles estão sendo acusados de adquirir documentos falsos e até mesmo de ajudar outras pessoas a adquiri-los. O oitavo brasileiro, Rokwdson da Silveira Gato, que seria um fugitivo, não foi preso mas recebeu acusações.

Os brasileiros poderão pegar até cinco anos de prisão por conspiração para possuir identidades falsos e três anos de liberdade condicional. Além disso, deverão pagar multas de 0,000.

Armadilha arrecadou milhares de dólares

A investigação, que começou há cerca de um ano, faz parte de uma ação nacional para conter falsificação e roubo de documentos. Um agente do ICE se passou por funcionário do Departamento de Segurança Interna e ofereceu a venda de documentos aos imigrantes. De acordo com os relatórios, os green cards e os cartões de autorização de trabalho, todos falsos, custavam ,000 e ,000, respectivamente.

O agente informou aos brasileiros que os documentos eram verdadeiros, mas que a compra dos mesmos era ilegal. Somente de Fábio, o agente conseguiu arrecadar mais de 0,000. A quantia total paga não havia sido revelada no dia das prisões.

Entre as cidades onde as redes de falsificação atuavam estão Everett, Framingham, Woburn e Malden. “Definitivamente, são grupos organizados que estão fazendo isto. É um problema sistêmico pelo país inteiro”, declarou o agente especial do ICE em Boston, Bruce Foucart.

Medo da imigração

Autoridades municipais e defensores dos imigrantes tranqüilizaram as cerca de 40 pessoas que foram até a delegacia. Todos queriam ter certeza de que as prisões haviam ocorrido por causa de atividade criminosa.

A diretora executiva da Chelsea Collaborative, organização sem fins lucrativos, recebeu vários telefonemas de imigrantes, temerosos de que a ação fosse uma batida do ICE. “As pessoas não sabiam que um grupo de criminosos, que tinham documentos falsos, estava sendo preso. Viram a imigração no Market Basket, ficaram alarmados. As pessoas têm muito medo”, disse Gladys Vega.

Através de uma declaração por escrito, o Procurador Michael J. Sullivan disse que é compreensível que as pessoas queiram vir morar, trabalhar e constituir família nos Estados Unidos. “No entanto, isto deve ser feito de acordo com as leis de imigração, e não através de violação”.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 496 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal