Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

12/05/2011 - odiario.com Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Auditoria aponta rombo de R$ 1 milhão no Domingo Legal

Após descoberta de rombo, quatro pessoas foram demitidas do programa de Celso Portiolli.

Passando por um período de vacas magras, após a crise que abalou o império de Sílvio Santos, o SBT pode estar à beira de novo prejuízo financeiro. Auditoria interna realizada na produção do Domingo Legal apontou irregularidades no programa apresentado por Celso Portiolli. De acordo com Keila Jiminez, colunista da Folha de São Paulo, profissionais envolvidos na realização do quadro Construindo um Sonho estariam desviando recursos para usar em obras pessoais. Já Ricardo Feltrin, do Uol, afirma que o rombo passa de R$ 1 milhão.

Construindo um Sonho é a principal atração do Domingo Legal e é responsável pelos picos de audiência do programa. O quadro é um tipo de reality show, no qual a produção constrói ou reforma casas de pessoas necessitadas, escolhidas por carta. O rombo teria sido identificado na relação de serviços prestados por terceiros, na compra de materiais de construção e objetos de decoração que não foram utilizados nos imóveis reformados.

Desde o final do ano passado, auditores estão promovendo uma devassa no Grupo Sílvio Santos para evitar que outra fraude contábil, como a do banco Pan Americano, volta a acontecer. A descoberta do rombo pode ser a causa da demissão de quatro pessoas que trabalhavam na produção do Domingo Legal. O afastamento dos profissionais foi decidido nas últimas 72 horas. Segundo Feltrin, o SBT confirma o rombo, mas nega que as demissões tenham relação com o desfalque.

Um dos demitidos é parente do diretor do programa, Roberto Manzoni, mais conhecido como Magrão, que não foi envolvido e permanece no posto. O apresentador Celso Portiolli também não tem relação com a fraude e continuará à frente do Domingo Legal.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 824 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal