Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

09/05/2011 - Jornal Floripa Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Bandidos se aproveitam da ambição das vítimas para dar golpes pelo país

Criminosos seduzem com a promessa de dinheiro fácil. De acordo com a polícia, a melhor maneira de se previnir é não tentar levar vantagem.

Olhando parece de verdade, mas o maço de dinheiro é uma armadilha. As duas notas são falsas e no meio papel em branco. Foi com um pacote desses que dois bandidos conseguiram enganar uma vítima em São José dos Campos, interior de São Paulo.

Ela havia acabado de sacar dinheiro. Na saída da agência, um dos golpistas apareceu e deixou cair o suposto pacote de dinheiro. Um outro criminoso pegou o maço, mostrou à vítima e ofereceu dividir a quantia. Logo em seguida, mudou a proposta. Todo o pacote em troca do que a pessoa tinha no bolso. Lá se foram 700 reais. A polícia suspeita de dois homens flagrados pelas câmeras de vigilância da cidade.

Golpes assim têm sido cada vez mais frequentes. Em todos eles, os criminosos seduzem as vítimas com a promessa de dinheiro fácil. Mas em troca, sempre é preciso oferecer também alguma quantia. Isso pode acontecer em qualquer lugar.

No estacionamento do supermercado uma aposentada foi surpreendida com a oferta de um bilhete premiado no valor de nove milhões de reais. O golpista disse que não queria toda aquela quantia e ofereceu para ela em troca de 250 mil reais. Uma mulher, comparsa do criminoso, chegou a entrar com a vítima no condomínio onde ela mora para buscar o dinheiro que estava no cofre.

Na hora de comprar a casa própria, é outro momento em que muita gente baixa a guarda. Um estelionatário convenceu uma mulher uma comprar a casa vendida em leilão. A vítima acabou perdendo 25 mil reais numa suposta carta de crédito que não existia.

"Dinheiro de uma vida toda. Economias da minha mãe, que é aposentada, uma pessoa simples, que guardou o pouquinho que tinha", conta a mulher que não quis se identificar.

Para o delegado Rubergil Violante, a melhor maneira de se previnir desses golpes é não tentar levar vantagem sobre ninguém. "Uma coisa não muda nas pessoas. É a ambição, a ganância. Esses golpes só dão resultados quanto ele ativa a ambição daquela pessoa que vai ser golpeada. è sazonal, vez ou outro aparece uma quadrilha, aplica quatro ou cinco golpes e desaparece", explica o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 167 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal