Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

05/05/2011 - Correio do Brasil / Agência Senado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Medidas para evitar ‘laranjas’ em concessões de rádio e TV serão apresentadas nesta quinta

Por: Iara Farias Borges


Relatório com propostas para o exame de concessões de emissoras de rádio e televisão, de modo a evitar fraudes, será votado nesta quinta-feira (5), a partir das 15h. A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) suspendeu a deliberação de concessões de rádio e TV depois de denúncia do jornal Folha de S. Paulo sobre a utilização de ‘laranjas’ (sócios falsos) por parte de empresas em licitações públicas.

Para evitar a utilização desse esquema pelas empresas de comunicação, grupo de trabalho instituído pela CCT recomenda comprovação da situação econômico-financeira dos candidatos às concessões de serviços de radiodifusão. Sugere também abertura de prazo para recebimento de manifestações ou denúncias sobre cada processo de outorga e renovação em trâmite na comissão.

Ainda entre as propostas do grupo, está a fiscalização periódica por parte da CCT, com auxílio do Tribunal de Contas da União (TCU), nos procedimentos adotados pelo Executivo para outorgas e concessões nessa área.

O presidente da CCT, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), criou o grupo de trabalho no âmbito da comissão para rever as normas dos atos de outorga e renovação de concessão, permissão ou autorização de serviço de radiodifusão sonora e de sons e imagens. Para subsidiar o trabalho do grupo, o assunto foi discutido em audiência pública na CCT. Além disso, foi tratado com o presidente da CCT da Câmara dos Deputados, Bruno Araújo (PSDB-PE), e com o Ministro das Comunicações, Paulo Bernardo.

O relator e coordenador do grupo de trabalho, senador Walter Pinheiro (PT-BA), destaca no relatório que, por determinação constitucional, os serviços de radiodifusão são explorados pela União, de forma direta ou por concessão a terceiros. Lembra ainda que alterações na Constituição exigiram a participação do Congresso Nacional na análise dos processos de outorga, antes realizados apenas pelo Executivo. O relator também ressaltou que a Carta prevê obrigações educativas e culturais pelos meios de comunicação brasileiros.

Além de Walter Pinheiro, compõem o grupo os senadores Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) e Valdir Raupp (PMDB-RO). A reunião será realizada na sala 13 da Ala Alexandre Costa.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 137 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal