Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/05/2011 - iOnline Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Desemprego e internet fazem crescer crime na Europa

Por: Augusto Freitas de Sousa

O relatório da Europol avisa que a falta de emprego tem levado jovens informáticos a envolverem-se com grupos criminosos.

As redes organizadas de criminosos expandiram a sua acção em termos geográficos, diversificaram-na e aumentaram as colaborações. Para isso contar com o recurso cada vez maior à internet. A principal conclusão do relatório "Criminalidade Organizada na União Europeia - Avaliação da Ameaça" é que o crime organizado se tornou mais diversificado nas suas actividades e teve maior impacto na sociedade nos últimos dois anos.

A conclusão é do director da Europol, Rob Wainwright, que acrescenta que o nível de colaboração entre grupos criminosos tem aumentado a par do aumento da mobilidade na União Europeia e da diversificação de actividades ilícitas. O responsável refere que há uma crescente dependência das infra-estruturas criminosas, com base em cinco pontos estratégicos principais na Europa: o Centro Noroeste: Holanda e Bélgica; Nordeste: Lituânia, Estónia, Letónia e enclave russo de Kalininegrado; Sudeste: Bulgária, Roménia e Grécia; Sul: Sul de Itália; Sudoeste: Espanha e Portugal.

Rob Wainwright conclui que a internet surge em todas as conexões criminosas como elemento facilitador.

O relatório refere que aumentou a cooperação entre os diferentes grupos de crime organizado, que transcendem fronteiras, etnias e negócios. No que diz respeito ao tráfico de droga, os criminosos têm, à semelhança das grandes corporações, dividido os riscos e os custos. Ainda nestes mercados, a Europol percebeu que houve casos em que um tipo de droga era pago com outro estupefaciente, em vez de em dinheiro.

Uma tendência revelada neste relatório é o aproveitamento das infra-estruturas de transporte de passageiros, o que veio a reduzir o fornecimento através de contentores, fretes aéreos e aeronaves ligeiras. Este aproveitamento tem tido como resultado uma diversificação das rotas do tráfico destinadas à Europa,

Os criminosos aumentaram no último ano a cooperação de especialistas dos sectores dos transportes, financeiro, imobiliário, jurídico e farmacêutico, o que contribuiu para o aumento do crime organizado.

Crise O actual clima económico é também responsável por potenciar a participação de empresas capazes de fornecer apoio no tráfico de mercadoria ou branqueamento de capitais. O documento refere que estas empresas se tornaram mais vulneráveis à corrupção.

Enquanto isso, em termos gerais, os efeitos da crise económica mundial puseram os cidadãos da UE em contacto com o crime organizado. Segundo a Europol, "as limitações financeiras fizeram com que as comunidades se tornassem mais tolerantes a produtos ilícitos, especialmente mercadorias contrafeitas". Por outro lado, o documento estabelece que as pessoas estão mais receptivas a ser recrutadas por criminosos, por exemplo, "para o cultivo de canábis ou como correios de droga (mulas)". Por último, as dificuldades financeiras que influenciam a aplicação da lei representam, para esta organização europeia, uma ameaça clara em termos sociais e de policiamento.

A crise económica potencia ainda uma maior oferta de jovens com capacidades técnicas avançadas que se tornaram mais vulneráveis ao envolvimento em actividades criminosas. A Europol acredita que, tendo em conta o exemplo da antiga União Soviética, é previsível que, nos próximos anos, um número crescente de cidadãos da UE desempregados se envolvam na cibercriminalidade e na cooperação com o crime organizado na internet.

Dinâmica O documento bianual sobre criminalidade organizada afirma que as vários mercado de drogas ilícitas estão muito dinâmicos, "com flutuações nos preços e nos níveis de pureza da cocaína e da heroína". A escassez de substitutos sintéticos levou ao aparecimento das chamadas drogas legais. Além disso, os mercados de droga na UE e nas regiões vizinhas estão cada vez mais interligados. Maior consumo de heroína na região dos Balcãs ocidentais, o aumento do consumo de cocaína na antiga União Soviética a e expansão da produção de drogas sintéticas no Médio Oriente, por exemplo, são condições favoráveis ao tráfico e à produção na UE. Entretanto, a diversificação do comércio de cocaína resultou numa proliferação de novas rotas para a Europa, incluindo África, onde foram identificadas ligações entre traficantes e grupos terroristas.

Ainda no que diz respeito ao tráfico de droga, o relatório da Europol sustenta que a maior expansão nos últimos anos se tem verificado num dos cinco pontos estratégicos: Sudeste (Bulgária, Roménia e Grécia). Cresceu, referem, com o aumento do tráfico através do mar Negro, da proliferação de rotas balcânicas de produtos ilícitos e do aumento significativo da imigração ilegal através da Grécia.

Estes desenvolvimentos na região têm contribuído para a formação de um eixo composto pelos Balcãs ocidentais e pelo Sudeste da Europa. Uma das preocupações é a possível entrada da Bulgária e da Roménia no espaço Schengen.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 181 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal