Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

06/05/2011 - O Norte Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação Medusa prende acusados de fraudar CNHs

Por: Márcio Rangel

Investigação feita pela corregedoria do Detran descobriu esquema milionário de emissão de documentos ilegais.

A máfia da venda de Carteiras Nacionais de Habilitações (CNH) na Paraíba parece não ter fim. Na manhã de ontem uma operação denominada Medusa cumpriu 15 mandados de prisão e mais 5 mandados de busca e apreensão em cinco cidades do interior da Paraíba. Campina Grande, Sousa, Taperoá, Umbuzeiro e Alhandra foram literalmente "invadidas" durante a madrugada de ontem pelos agentes que cumpriram as determinações judiciais.

Policiais rodoviários em frente a uma das autoescolas envolvidas. Foto: uliana Santos/DB/D.A Press
De acordo com os investigadores, os líderes do esquema mantinham um patrimônio milionário em Campina Grande. Todos os levantamentos ainda estão sendo concluídos, no entanto, já identificaram a existência de carros importados e imóveis avaliados em mais de R$ 500 mil. Um dos presos, o psicólogo Marcelo Santiago Falcone de Carvalho, foi detido em um prédio de luxo às margens do Açude Velho.

A operação foi realizada de forma conjunta entres as polícias Rodoviária Federal, Civil e Militar e ainda a Corregedoria do Departamento de Trânsito do Estado e Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Ministério Público Estadual (Gaeco). Todo o trabalho de investigação foi comandado pelo corregedor do Detran, Walber Virgolino.

Em Campina Grande, cinco unidades de Centros de Formação de Condutores (autoescolas) foram visitadas pelos policiais: Bandeirante, Santo André, São José, VIP, e Sinal Verde, esta última já havia sido inclusive interditada em junho do ano passado, na ocasião da descoberta do primeiro esquema de fraudes que ficou conhecido como operação "Espelho de Prata".

Para realizar a ação, foram deslocados 136 policiais, sendo 74 Civis e mais 82 da PRF, que ficaram divididos em 39 viaturas que ficaram concentrados na sede do 31º Batalhão de Infantaria Motorizada do Exército, que funciona no bairro da Palmeira e saíram em comboio até os destinos preestabelecidos. Todos os presos devem ser indiciados no inquérito policial que trata dessa investigação policial.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 186 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal