Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


FALSIDADE DOCUMENTAL NOS PROCESSOS ELETRÔNICOS

Veja aqui a programação deste inédito treinamento programado para o dia 20/12 em São Paulo

Acompanhe nosso Twitter

07/05/2011 - Diário do Pará Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Pará tinha dez mil falsos pescadores


Cerca de 10 mil carteiras de pescadores do Pará foram canceladas pelo Ministério da Pesca e Aquicultura este ano, após a investigação da Polícia Federal e Ministério Público Federal, que descobriram o cadastramento irregular de falsos pescadores no Estado. O esquema era usado para conseguir o seguro-defeso - um salário pago aos pescadores no período de proibição da pesca para reprodução das espécies -, entre outros benefícios assegurados aos pescadores artesanais.

De acordo com informações repassadas pela Superintendência Federal da Pesca e Aquicultura, o total de cadastrados no Registro Geral de Pescadores (RGP) do Pará é de 227.658 pessoas. No início deste ano, o MPA informou que foram canceladas 70 mil registros de pescadores em todo o País.

Foram cancelados os registros das pessoas identificadas no cadastro, mas que possuem vínculo empregatício, recebem outros benefícios e não comprovaram o exercício da atividade de pescador, além dos que requisitaram carteira e no prazo de seis meses não compareceram à superintendência para buscá-la.

Na edição de ontem, o DIÁRIO publicou matéria em que os presidentes das colônias de pescadores paraenses cobram agilidade do MPA para a emissão das carteiras dos pescadores e solicitaram ajuda ao MPF para interferir na situação, alegando que a categoria está sendo prejudicada com a demora. Eles denunciaram também que o esquema de cadastramento irregular de pescadores continua em todo o Estado do Pará.

Através de nota, o superintendente federal da Pesca e Aquicultura no Pará, Fernando Lauande, afirma que “tem feito parcerias com prefeituras e entidades representativas dos pescadores para identificação de casos, apuração e medidas para coibir o uso das carteiras por falsos pescadores”.

A nota ainda informa que o Ministério da Pesca tem colaborado com a Polícia Federal e o Ministério Público para combater as irregularidades “para que o verdadeiros pescador artesanal receba os benefícios que lhe são de direito”.

O MPA também informou que foi criada a Instrução Normativa 02/11, construída por um grupo de trabalho do ministério e representantes dos pescadores com o objetivo de aperfeiçoar o controle sobre os registros e atender às exigências definidas no Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat). A instrução estabeleceu as novas regras para o controle da atividade de pesca artesanal.

Dentre elas, a necessidade da renovação da carteira de pescador a cada dois anos, com apresentação de contribuição previdenciária e declaração do interessado de que não possui vínculo empregatício em outra atividade profissional.

O MPA mantém a suspensão de novas inscrições de pescadores no RGP até 31 de dezembro deste ano, medida tomada após a verificação das fraudes, e assegura que não está sendo feito nenhum recadastramento pelo MPA, nem ninguém está autorizado a fazê-lo. Segundo o MPA, se há pessoas recadastrando pescadores, a ação é ilegal.

SEGURO-DEFESO

Entre outras garantias, um benefício assegurado aos pescadores cadastrados é receber auxílio financeiro do governo federal durante o período do defeso das espécies de pescado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 284 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal