Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/05/2011 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Três pessoas suspeitas de estelionato são presas no Recife

Grupo aplicava golpes na Região Metropolitana vendendo serviços para festas, mas sem entregar nada do combinado.

Quem planeja uma festa e contrata uma empresa para organizar tudo quer evitar dor de cabeça. Mas dor de cabeça foi o que não faltou para as vítimas de um golpe ocorrido Região Metropolitana do Recife: elas contrataram os serviços de uma empresa organizadora de festas e, e na hora de aproveitar, ficaram mão. O esquema foi descoberto pela polícia e três pessoas foram presas.

A investigação aponta que os golpes começaram em 2008. Os preços para organizar as festas variavam entre R$ 1,5 mil e R$ 14 mil. Parte do dinheiro arrecadado teria sido usada para comprar joias de ouro.

A suspeita de ser a chefe da quadrilha é Maria de Fátima Ferraz, 48 anos que, de acordo com a família dela, morreu no último dia 18 por causa de uma pneumonia. Os golpistas assinavam contratos de serviços que previam roupas de festas, alimentos e até a decoração do ambiente, em festas de aniversários, casamentos ou formaturas.

Os clientes pagavam em prestações, meses antes do evento. No dia da festa, nada do que tinha sido combinado era cumprido e o bufê, muitas vezes, amanhecia com as portas fechadas. “Tenho vários relatos de pessoas que saíram chorando, noivas principalmente. A principal vítima, que foi a que me procurou primeiro, teve que fazer um casamento em 4 horas. Ela chegou na igreja por acaso e encontrou os garçons de braços cruzados porque não havia comida”, conta a delegada Patrícia Martins.

De acordo com a polícia, Marcelo da Costa Mendonça, 40 anos, que vinha sendo investigado, acabou sendo preso em flagrante com munições de armas exclusivas das Forças Armadas. Também foram presos o garçom Davi Carlos de Lima, 45 anos, e Mirian de Souza, que assinou vários contratos que não foram cumpridos. Os policiais que investigam crimes de estelionato recomendam cuidados na hora de contratar um bufê.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 337 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal