Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/05/2011 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF descobre no Ceará esquema para fraudar idade de jogadores de futebol

Por: Isabela Martin


FORTALEZA - A Polícia Federal deflagrou nessa terça-feira, em Juazeiro do Norte, no Sul do Ceará, a Operação Peter Pan Cariri para investigar um esquema de falsificação de documentos para reduzir a idade de jogadores de futebol. O objetivo era valorizar o passe dos atletas em transações no Brasil e no exterior. O esquema foi descoberto a partir de passaportes emitidos com documentos falsos.

Até agora há a confirmação do envolvimento de três jogadores. Os nomes não foram divulgados. Nos documentos de identidade falsos, a idade dos atletas era diminuída em dois ou três anos e os nomes, alterados. Apenas a filiação e as fotos eram mantidas.

Foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão. Ninguém foi preso. Ao todo, oito pessoas prestaram depoimento entre empresários de futebol, jogadores e seus pais. Os mandados foram cumpridos na casa dos atletas, na Liga Juazeirense de Futebol e no Centro de Treinamento Cariri, que descobre novos talentos no esporte.

Entre os empresários envolvidos na operação Peter Pan Cariri - uma alusão ao personagem que quer se manter criança - está o dirigente Kleber Lavor, ligado ao Guarani de Juazeiro. Ele nega envolvimento.

O objetivo do esquema, Segundo a Polícia, era valorizar o passe dos jogadores que se passavam por mais novos.

- Eles se passava por um jogador de 12 anos, quando na verdade tinha 15, por exemplo. Aí começava a se destacar nos clubes porque não aparentava ter aquela idade e ia se valorizando - disse o delegado da PF em Juazeiro, Tarcisio Abreu.

Os três jogadores que tiveram envolvimento confirmado tiraram passaporte em 2009 e viajaram para a Espanha no ano passado. Em depoimento, disseram que passaram uma semana treinando, mas não informaram em qual time. Um dos atletas tinha 19 anos e tirou passaporte como se tivesse 16 anos.

Segundo o delegado, os pais dos atletas, os dois empresários ligados ao Centro de Treinamento e os jogadores que eram maiores de idade em 2009 serão indiciados. Eles vão responder pelos crimes de uso de documentos falsos e formação de quadrilha. Ainda falta ser ouvido um jogador que se encontrava fora da cidade.

Entre os documentos apreendidos há muitas certidões de nascimento e fichas de atletas. O delegado Tarcísio Abreu disse que fará o cruzamento das informações com os passaportes tirados nos últimos cinco anos na delegacia da PF em Juazeiro do Norte. Ele também acredita que poderá chegar a novos envolvidos a partir da análise dos documentos.

A investigação partiu de uma denúncia.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 213 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal