Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

03/05/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpe via e-mail e telefone ameaçava famílias em Curitiba

Mensagens exigiam entre R$ 70 mil e R$ 200 mil para deixar vítimas em paz. Suspeito conseguia os dados das famílias roubando informações de empresas.

Um homem foi identificado pela polícia como autor de uma série de ameaças por e-mail e telefone, nas quais descrevia a rotina e os hábitos das vítimas e exigia dinheiro para deixá-las em paz. Nas mensagens, ele afirmava ser integrante de uma facção do crime organizado e exigia quantias entre R$ 70 mil e R$ 200 mil.

Apesar de ter sido identificado, o homem está em liberdade por não ter sido preso em flagrante. O nome não foi divulgado porque o processo corre em segredo de justiça.

Pelo menos seis pessoas foram ameaçadas, mas a quantidade pode ser maior, já que nem todas as pessoas denunciam esse tipo de ação. Nenhuma delas chegou a pagar o dinheiro exigido, mas uma vendeu todos os bens e mudou-se de cidade. “É horrível, a gente se desespera, porque você está lidando com alguém que não tem rosto. Você pensa na sua vida e principalmente na vida das pessoas à sua volta”, afirmou uma das vítimas.

A polícia informou que o suspeito golpista entrava para trabalhar em diferentes empresas e roubava os dados de clientes. Então, passava a seguir as pessoas escolhidas frequentando os mesmos lugares.

O delegado Demétrius de Oliveira contou que para localizar o suspeito foram cruzados uma série de informações. “Nós fizemos o cruzamento de informações entre os titulares das linhas telefônicas e das pessoas que trabalhavam nas empresas ou frequentavam os mesmos ambientes das vítimas. Com base nisso nós conseguimos destacar alguns nomes que coincidiram em ralação ao endereço de instalação e o número do terminal telefônico”, afirmou.

Como reagir

Demétrius informou que em casos como esses é preciso guardar algumas provas para identificar a origem de mensagens ou ligações suspeitas. “A pessoa deve imprimir imediatamente o material. Mensagens dessa natureza devem sempre conter o código fonte, onde aparecem os dados técnicos da conexão, o provedor, data, hora, minuto, segundo, fuso-horário, são todas informações importantes”, disse o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 207 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal