Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

02/05/2011 - A Crítica (Manaus) Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Vereador apresenta gravação de suposta fraude nos serviços funerários da prefeitura

Durante a sessão, Wilton mostrou uma gravação registrada no call center da Prefeitura de Manaus que comprova a solicitação de um serviço do auxílio funeral oferecido pelo município à população.

Na manhã desta segunda-feira (02), o vereador Wilton Lira (PTB) foi ao plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM) para apresentar provas sobre a denúncia contra o titular da Secretaria Municipal de Ação Social e Direitos Humano (SEMASDH), Sildomar Abtibol, anunciado na tribuna na última quarta-feira (27).

Durante a sessão, Wilton mostrou uma gravação registrada no call center da Prefeitura de Manaus que comprova a solicitação de um serviço do auxílio funeral oferecido pelo município à população. Na gravação, a atendente registra os dados da requerente do funeral e a encaminha a um local particular de realização de velórios, pertencente ao secretário Sildomar Abtibol. O trecho mostra que os caixões doados pelo município são utilizados em benefício próprio do secretário.

O petebista afirmou que após a denúncia a ONG Salomão Abtibol pertencente ao secretário foi fechada. “Após as matérias veiculadas pelo jornal Acrítica de sexta e sábado, o próprio secretário fechou a sua ONG. É inadmissível que em Manaus, onde morrem 9,6 mil pessoas por ano, sejam comprados nove mil caixões”, enfatizou o vereador, ao dizer que a quantidade de caixões comprados daria para enterrar toda a população da cidade.

Wilton ainda questionou sobre a empresa contratada para fornecer os caixões. “O mais escandaloso é a contratação de uma empresa de bebidas para esse fornecimento e um contrato social na Junta Comercial do Estado do Amazonas (Jucea) diferente do que foi apresentado na licitação à SEMASDH, um contrato falso”, disse o parlamentar ao registrar que estará entregando documentos ao Ministério Público do Estado (MPE), para investigação do caso.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 285 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal