Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

02/05/2011 - O Norte Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia investiga clonagem em 30 lojas da Capital

Por: Lindjane Pereira

Três cariocas foram presos acusados de trocar máquinas de cartões com dispositivo para coleta de dados

A Delegacia de Defraudações da Polícia Civil da Paraíba vai começar a investigar a atuação de uma quadrilha que vem clonando cartões de crédito em todo o Nordeste. No último sábado, o Serviço de Inteligência da 4ª Companhia de Polícia Militar prendeu três homens naturais do Rio de Janeiro que estavam espalhando maquinetas na Capital capazes de roubar informações dos cartões de clientes para a clonagem. Suspeita-se que pelo menos 30 estabelecimentos de João Pessoa estejam com máquinas com chips capazes de roubar informações de cartões de crédito.

De acordo com informações do cabo Cláudio Cruz, do Serviço de Inteligência da 4ª Companhia, Rafael Ramos da Silva, 29; Júlio Cesar da Costa Figueiredo, 33; e Gustavo Coelho Barroso, 24; foram presos na noite do último sábado em uma pousada na praia do Cabo Branco, na Capital. A quadrilha foi descoberta depois que um homem que se identificou como Leandro Alves da Silva locou um veículo que deveria ser devolvido em dois dias. "Passados 40 dias, o homem não entregou o carro, um Celta prata, e o dono da locadora procurou a polícia. O dono havia recebido um telefonema da operadora de cartão de crédito informando que o cartão usado na locação havia sido clonado".

No sábado, um funcionário da locadora avistou o veículo que foi localizado na pousada do Cabo Branco. Avisada, a polícia foi até o local e descobriu que o carro estava sendo usado por Gustavo Coelho Barroso, que foi detido. No quarto dele, foram apreendidas seis maquinetas de cartão, quatro chips usados para colher as informações, bobinas, 26 cartões da marca Hipercad sem nome, além de fardamento e crachás de operadoras de cartões de crédito. Depois de prender Gustavo, a polícia conseguir atrair dois outros integrantes da quadrilha, também detidos na pousada e encaminhados para a 10ª DD e depois para a Central de Polícia.

A quadrilha percorria estabelecimentos se passando por funcionários de operadoras de cartões e afirmando que as maquinetas estavam com problemas e precisavam ser trocadas.Elas eram substituídas por máquinas com chips que armazenavam as informações do clientes com as quais seriam feitos os clones dos cartões. Dias depois, a quadrilha voltava ao local e retrocava as máquinas, levando o chip carregado de dados. A polícia deve investigar os donos dos estabelecimentos aonde as maquinetas com chips forem localizadas. "Achamos que só o uso de crachá e da farda não são suficientes para convencer os donos da necessidade de troca de máquinas", ressaltou o cabo da PM Cláudio Cruz.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 330 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal