Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

30/04/2011 - Jornal Pequeno Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Mulher é capturada após se passar por delegada


Uma equipe do 6º Distrito Policial (Cohab) apresentou ontem a acusada de estelionato Ângela Beatriz da Silva, 31 anos, natural do município de Barreirinhas, moradora da Avenida 3, casa 7, no Bairro da Divineia, região do Olho d’Água. Segundo informações, Ângela estava se passando por delegada de polícia se autodenominando Valéria Sarney, e durante a ação teria enganado uma funcionária da empresa Gás Butano e subtraído uma quantia de 400 reais.

De acordo com informações do delegado Kairo Clay, Ângela Beatriz tinha uma boa estratégia para este tipo de delito. Ela conseguiu enganar a vítima com um bom “papo”, e subtrair R$ 400. Ainda de acordo com a polícia, a suspeita, ao chegar ao estabelecimento comercial, teria inventado uma história para comprar dois botijões de gás, sendo um para a delegacia onde era titular e outro para sua irmã. Dando prosseguimento ao seu plano, logo em seguida, teria solicitado à funcionária da empresa trocar uma quantia de R$ 500, mas a suposta delegada não estava com o dinheiro em mãos, alegando que se encontrava na viatura policial que a mesma tinha deixado há alguns metros de distância da empresa.

A funcionária entregou a ela a quantia de R$ 400, trocados; e, logo em seguida, a suposta delegada disse que iria buscar o dinheiro na viatura. Durante a ação, a vítima desconfiou que pudesse ser um ato criminoso. Segundo a polícia, a funcionária contou que um empregado responsável pela entrega do gás teria acompanhado Ângela até a viatura para buscar o dinheiro. Em seguida, a alguns metros de distância da empresa, Ângela novamente tentou despistar o funcionário. A pessoa responsável pelo atendimento, ao entender que podia se tratar de uma ação delituosa, ligou para seu companheiro de trabalho avisando que a suposta delegada poderia ser uma golpista.

Segundo a polícia, Ângela, continuando com a ação, entrou em um táxi, não percebendo que estava sendo seguida pelo funcionário da empresa, que logo avisou à Polícia Militar. Após alguns minutos em perseguição, a PM abordou o táxi, e em seguida Ângela foi interrogada, devolvendo o dinheiro da empresa.

No entanto, existe a informação de que os militares da viatura soltaram a acusada, mas antes tomaram seus pertences, como dinheiro e celular. Esta denúncia está sendo apurada pelo comando da Polícia Militar. Ela só foi presa, horas depois, após ser reconhecida por outra de suas vítimas, que a conduziu até o 6º Distrito Policial, onde foi autuada pelo delegado Kairo Clay, pelo crime de estelionato. Após os procedimentos, ela foi encaminhada ao Presídio Feminino de Pedrinhas.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 253 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal