Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

28/04/2011 - Diário de Natal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Quadrilha é presa em Fortaleza acusada de aplicar golpes em Natal


Após um trabalho de investigação, a equipe da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (Defur) com o apoio da Polícia Civil de Fortaleza realizou a prisão de quatro pessoas acusadas de aplicar o golpe “do bilhete premiado”. O bando realizou pelo menos duas vítimas na capital potiguar e foi presa aplicando golpes na cidade de Fortaleza.

Os membros da quadrilha foram identificados como Reginete Aparecida Soares, de 37 anos, o companheiro dela Jonas Barbosa da Silva, 39, Edna Alves de Souza, 40, e Emílio Rodrigo de Matos, de 35 anos.

Segundo informações da polícia, os golpistas abordavam pessoas na rua, de preferência idosos, alegando que eram do interior, analfabetos e que haviam ganhado na loteria e não sabiam como resgatar o dinheiro do prêmio. Durante a conversa, tentavam convencer a vítima a trocar o bilhete premiado por dinheiro.

Em Natal, a quadrilha fez uma vítima de 70 anos pagar 126 mil reais por um bilhete premiado, que segundo os golpistas, teria o valor de dois milhões e quatrocentos mil reais. Ele foi abordado em frente a uma clínica, no centro da cidade. Após tomar conhecimento de que se tratava de um golpe, denunciou o caso a polícia.

De acordo com o delegado titular da Defur, Atanásio Gomes, o bando está sendo investigado desde julho do ano passado. Ele conta que eles fazem parte de uma quadrilha interestadual que agia em diversos estados do país. “Temos informações que os acusados aplicaram golpes em Maceió, Pernambuco, Brasília e Fortaleza, inclusive eles já haviam sido presos sob a mesma acusação em Recife e Brasília”, disse o delegado que contou também que um deles se passava por funcionário da Caixa Econômica Federal.

A segunda vítima, abordada em frente ao Hospital Onofre Lopes, foi convencida a pagar 253 mil reais por um bilhete premiado. Quando estava pronta a entregar a quantia desconfiou de que se tratava de um golpe e desistiu de entregar o valor. No entanto os golpistas tomaram o dinheiro à força, fugindo em seguida.

Dois mandados de prisão preventiva contra os acusados foram expedidos pelas 4ª e 6ª Vara Criminal. O bando foi autuado em flagrante em Fortaleza por furto mediante fraude e estão sendo transferidos para Natal, devendo chegar no final da tarde.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 235 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal