Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

20/04/2011 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia do RJ monta cerco a carros com documentação de outros estados

Em meia hora de operação, 26 motoristas foram flagrados na Barra. Eles podem responder por falsidade ideológica e sonegação fiscal.

A Polícia Civil fez nesta quarta-feira (20) uma operação para combater uma fraude cometida por motoristas que tentam driblar a lei. Segundo a polícia, são pessoas que moram no Rio de Janeiro, mas emplacam carros em outros estados para pagar IPVA mais barato e fugir de multas e vistorias. Na primeira meia hora da operação, realizada na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio, 26 motoristas tiveram os documentos apreendidos.

De acordo com a polícia, circulam atualmente no Rio 500 mil veículos com placas de outros estados. E a maioria teria sido registrada irregularmente, com ajuda de despachantes, em lugares onde o IPVA é mais barato, como Paraná e Espírito Santo.

Os investigadores foram até esses locais e descobriram que muitos motoristas colocam no registro do carro endereços falsos, como hotéis e casas abandonadas.

Na blitz desta quarta, o ex-jogador do Flamengo Fábio Luciano foi levado para a delegacia. O documento do carro dele tinha endereço de Vitória.

“Eu comprei faz uns três meses atrás, e a gente estava com uma dificuldade pra transferir o carro pro meu nome por essa alienação ao banco. A gente espera que seja feito o mais rápido possível”, argumentou.

Foram seis meses de investigação. A Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA) descobriu que apenas no mês de março, 40 mil carros com placas de outros estados foram multados no Rio de Janeiro. A maioria não foi paga, causando um prejuízo de R$ 8 milhões para o Detran.

“A gente percebeu que as pessoas que mais praticam esse crime são pessoas de classe média, alta.Tem jogador de futebol, banqueiros, advogados, médicos que moram em São Conrado, Copacabana, Barra da Tijuca que estão praticando esses crimes”, disse o delegado Márcio Mendonça.

Segundo a polícia, esses motoristas podem responder por falsidade ideológica, uso de documentação falsa e sonegação fiscal. A pena chega a 15 anos de prisão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 442 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: juliano - 26/04/2011 17:07

nao sei se cabe falsidade de documento publico, ja que pra transferir para algumas cidades so e preciso apresentar uma carta, tipo telegrama fonado, que serve como comprovante de endereço... o certo seria um valor unificado entre os estados para pagamento de ipva... de preferencia na casa dos dois por cento, diferente do estado de sao paulo que e quatro...



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal