Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

15/04/2011 - O Repórter Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF propõe no Senado mais atenção à lavagem de dinheiro nas mãos do crime


BRASÍLIA (Agência Senado) - O combate ao narcotráfico não pode depender apenas da apreensão de drogas e da prisão de traficantes. Enfraquecer as atividades econômicas do crime organizado exercidas com aparência legalidade dará melhores resultados, na opinião do delegado da Polícia Federal (PF) Oslain Campos de Santana, que responde pela Diretoria de Combate ao Crime Organizado.

Ele falou na quinta-feira (14), em audiência na Subcomissão Temporária de Políticas Sociais sobre Dependentes Químicos de Álcool, Crack e outras Drogas, que integra a Comissão de Assuntos Sociais (CAS).

Santana defende, por exemplo, mais atenção às investigações sobre a "lavagem" dos recursos, além de medidas para o confisco dos bens adquiridos pelos criminosos.

- Não adianta deixar o criminoso na posse dos bens. É indispensável mostrar que o crime não compensa atacando os lucros do negócio - advertiu o delegado, destacando ainda a importância de se chegar aos financiadores do tráfico.

O delegado informou que a droga ilegal ainda mais consumida é a maconha. A estimativa é de que 2,6% da população entre 15 e 64 anos façam uso dessa droga. De 0,7% a 1% seriam usuários de cocaína e crack.Porém, a quantidade de usuários de maconha estabilizou-se, enquanto aumentou o de consumidores dessas duas últimas drogas, vindas sobretudo da Bolívia, Peru e Colômbia.

O país possui quase 17 mil quilômetros de fronteiras secas, com dez países da América do Sul, numa extensão que representa um desafio para o controle da entrada das drogas, afirmou o delegado. Numa comparação, ele observou que os Estados Unidos - que enfrentam a entrada de drogas a partir do México - mantém pouco mais de 3 mil fronteiras com o vizinho. Além de reforçar a vigilância das fronteiras, disse o delegado, a Polícia Federal vem ampliando a cooperação internacional para combater o tráfico, entre outras ações estratégicas.

Emprego

Pelo Ministério do Trabalho e Emprego, Zilmara Davi de Alencar, abordou iniciativas da pasta para contribuir com a inserção de dependentes químicos no mercado.Tanto sindicatos quanto entidades patronais estão sendo provocados a analisar cláusulas nos acordos coletivos para proteger trabalhadores que já estejam enfrentando problemas com drogas.

A senadora Ana Amélia (PP-RS) considerou surpreendente que o ministério só tenha agora, depois de provocado pela subcomissão, tenha começado a tratar da questão das drogas no mundo do trabalho. Como alerta, ela observou que as drogas já afetam trabalhadores da área rural. Segundo ela, o consumo de crack já está sendo observado nos canaviais e outras culturas.

O senador Waldemir Moka (PMDB-MS) chegou a sugerir que vagas de trabalho associadas aos programas de governo sejam reservadas para dependentes em fase de tratamento.

A subcomissão é presidida pelo senador Wellington Dias (PT-PI).

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 165 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal