Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/04/2011 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Presa na Paraíba quadrilha que clonava cartões de crédito e acendia cigarros com notas de R$ 50


JOÃO PESSOA - A Polícia da Paraíba prendeu cinco pessoas de classe média alta que integravam uma quadrilha que clonava cartões de crédito. Segundo o delegado do Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil (Goe), Jean Francisco Nunes os presos chegaram a gastar mais de R$ 1 milhão em compras e esbanjavam acedendo cigarros com notas de R$ 50.

Na operação, que foi realizada em parceria do GOE com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), no Ministério Público Estadual, foram presos André Cruz Sousa Leão, de 31 anos, Gustavo Henrique Feijó Pessoa, de 32, José Nilson Dantas Júnior, 29, Felipe Brito Germoclio, 32, e José Nilson Dantas, de 54 anos, pai de Nilson Júnior.

De acordo com o delegado do GOE, as investigações começaram há meses, a partir do recebimento de denúncias de clonagem de cartões de crédito e roubo de veículos.

- Com as informações, montamos uma operação conjunta para identificar e prender os responsáveis - disse o delegado Jean.

Os acusados foram presos nos bairros de Camboinha, em Cabedelo, e Manaíra, em João Pessoa, e moravam em casas de luxo. Eles também usavam roupas e tênis de grifes. Com o grupo, os policiais apreenderam vários cartões clonados, documentos, dois revólveres, aparelhos de ar condicionado, computadores, sete motos, um quadriciclo, dois veículos (um i30 da Hyundai, roubado, e uma L200, da Mitsubish).

- Estamos investigando para saber se a L200 também é produto de roubo - frisou.

O delegado disse que os envolvidos realizavam compras em João Pessoa e Recife, utilizando os cartões clonados.

- Depois, esbanjavam o dinheiro fácil, fazendo festas e acendendo cigarros com notas de 50 reais. Eles gastaram mais de um milhão de reais em compras, inclusive, conseguiam aumentar o limite dos cartões que eram clonados por meio de um pequeno aparelho instalado nas maquinetas dos estabelecimentos comerciais - disse o delegado, ressaltando que a polícia está investigando o envolvimento de proprietários e funcionários desses estabelecimentos.

Todos foram encaminhados para a sede do GOE, na Secretaria da Segurança e da Defesa Social, no bairro de Mangabeira e deverão responder pelos crimes de estelionato, receptação, roubo, formação de quadrilha, entre outros.

- Estamos aprofundando as investigações, realizando buscas e outras pessoas poderão ser presas - disse o delegado Jean Francisco.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 418 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal