Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/04/2011 - O Globo Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF faz operação contra acusados de fraude em agência do INSS de Ilhéus, na Bahia


SÃO PAULO - A Polícia Federal (PF) em Ilhéus, no Sul da Bahia, deflagrou, nesta quinta-feira, uma operação para desbaratar uma quadrilha acusada de fraudes contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Batizada "Radar", a ação cumpriu cinco mandados de busca e apreensão na agência da Previdência Social local e nas residências dos supostos envolvidos. Ninguém foi preso. A PF acredita que cerca de pelo menos 6 pessoas eram beneficiadas pelo esquema. Os prejuízos aos cofres públicos podem ultrapassar os R$ 500 mil.

As fraudes, de acordo com a PF, acontecem pelo menos desde 2003. O golpe consistia no requerente apresentar um atestado de óbito falso para dar entrada no pedido de pensão. Muitos golpistas, no entanto, atestavam documentos de índios, que não precisam contribuir com a Previdência, mas têm direito ao benefício.

Duas pessoas foram ouvidas esta manhã, entre elas a cacique Tupinambá Maria Valdelice, uma das supostas envolvidas. Os beneficiados pelo golpe devem responder por falsidade ideológica, estelionato, falsificação de documentos e formação de quadrilha, podendo pegar até 6 anos de reclusão.

A operação é resultado de investigação conjunta do Ministério da Previdência Social, Polícia Federal e Ministério Público Federal que teve início a partir de uma denúncia recebida pela PF, em maio de 2010. Na época, os agentes federais começaram a investigar um servidor da agência de Ilhéus estaria atuando irregularmente na intermediação e concessão de benefícios de várias modalidades, principalmente pensão por morte, benefícios assistências e auxílio doença, mediante o recebimento de propina.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 157 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal