Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/04/2011 - Paraná Online / Agência Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

PF prende 4 por evasão e lavagem de dinheiro em MG


Quatro empresários de Governador Valadares, no Vale do Rio Doce mineiro, foram presos na manhã de hoje acusados de fazer operações clandestinas de câmbio, evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Eles foram detidos durante a Operação Raio X da Polícia Federal (PF), que ainda apreendeu dinheiro, veículos, documentos e computadores em nove endereços da cidade. Segundo as investigações, o grupo usava "empresas laranjas" que, juntas, causaram prejuízo de aproximadamente R$ 50 milhões aos cofres públicos.

De acordo com a Polícia Federal, os acusados operam como doleiros do município, localizado numa região conhecida por ser origem de grande número de emigrantes ilegais, principalmente para Estados Unidos e Europa. As operações de câmbio eram feitas sem autorização do Banco Central (BC). Os emigrantes chegam a pagar US$ 14 mil para quadrilhas especializadas em providenciar a documentação e fazer as travessias clandestinas.

As investigações da PF, coordenadas pelo delegado Andrei Borges, revelaram que o grupo usava empresas de fachada dos ramos de informática, de pedras preciosas e de turismo para cometer os crimes. Ainda segundo a PF, os nomes dos estabelecimentos eram usados para disfarçar casas clandestinas de câmbio e para ocultar a origem do dinheiro, além da remessa de recursos para o exterior.

Os crimes começaram a ser apurados ainda em 2007, a partir de relatórios elaborados pela Receita Federal. O Fisco detectou movimentações financeiras "atípicas" por parte dos acusados. Na manhã de hoje, agentes da PF executaram quatro mandados de prisão contra os suspeitos e nove mandados de busca e apreensão. Os nomes dos acusados e das empresas não foram revelados.

Ainda segundo a PF, o grupo, que foi encaminhado para a Cadeia Pública de Governador Valadares, vai responder por ocultar ou dissimular a origem de recursos, evasão de divisas e operação de câmbio sem autorização. Somadas, as penas podem chegar a 20 anos de prisão, agravadas pelo fato de os crimes serem cometidos de forma habitual.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 190 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal