Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/04/2011 - V News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

São José: Falsa advogada é suspeita de aplicar golpes em pensionistas

Vítima só desconfiou depois de ir três vezes ao INSS e golpista não aparecer.

Em São José dos Campos, a polícia está em busca de uma mulher que se passava por advogada. Ela enganou pelo menos quarenta pessoas que precisavam de serviços no INSS.

Com medo, umas das quatro vítimas de uma mesma família confirmam que foram enganadas. Uma mulher que se apresentava como advogada cobrava para agilizar benefícios no INSS, como aposentadoria. “Ela falou que precisava de R$180 para dar a entrada em algum papel no INSS, e que precisaria dos meus documentos, do CIC, do RG, da profissional.”

A vítima só desconfiou depois de ir três vezes ao INSS a pedido da suposta advogada e ela não aparecer. Ao se informar na agência de São José dos Campos teve certeza que havia sido enganada. “A funcionária perguntou se a advogada havia me dado algum número de protocolo, mas não havia, então a funcionária me informou que não tinha dado entrada em nada.”

Segundo informações da polícia pelo menos 40 pessoas registraram boletim de ocorrência na zona leste contra uma mulher que tem passagem por estelionato e já foi condenada duas vezes por apropriação indébita previdenciária.

A polícia já sabe que a golpista não tem registro na OAB, a Ordem dos Advogados do Brasil, e que agia com a ajuda de um homem. “O indivíduo que faz a propaganda dela, ele faz algumas palestras e divulga o nome dela, e vende a imagem dela como advogada. Vamos aprofundar um pouco mais na investigação para ver se ela já recebeu alguma aposentadoria em nome de alguma pessoa que tenha passado que tenha passado procuração para ela,” explica o delegado Hugo Pereira.

O INSS informou que não existem serviços para agilizar o atendimento e orienta avisar a polícia quando receber esse tipo de oferta.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 341 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal