Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

13/04/2011 - Olhar Direto Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Ex-miss russa é acusada novamente de fraudar receitas nos EUA


Uma ex-miss Rússia foi acusada pela segunda vez nesta terça-feira (13) de usar blocos de receita roubados para obter analgésicos e outras drogas em farmácias de Nova York.

Anna Malova se declarou inocente na Suprema Corte estadual em Manhattan de 44 acusações de furto, falsificação e posse ilegal de substâncias controladas.

As acusações reunidas pela Procuradoria Especial de Narcóticos da cidade inclui 11 casos em que Malova forjou receitas para comprar o analgésico Vicodin e o ansiolítico clonazepam, vendido como Klonopin, usando blocos que ela teria roubado de dois psiquiatras que frequentava.

A ex-miss chegou a ser detida em 2010 por uma acusação semelhante pela Procuradoria do Distrito de Manhattan. O caso ainda está sendo investigado.

A Procuradoria Especial de Narcóticos começou a investigá-la após um de seus psiquiatras ter denunciado o furto de um bloco de receitas.

Malova foi coroada Miss Rússia em 1998 e ficou entre as dez primeiras colocadas no Miss Universo naquele ano. Ela mudou para Nova York em seguida, para trabalhar como modelo, contou o advogado dela, Robert Gottlieb.

Segundo o advogado, ela se formou em medicina na Rússia, mas não tem licença para a prática nos Estados Unidos.

O juiz responsável pelo caso acatou nesta terça um pedido do advogado de que a ex-miss seja avaliada pelo programa estadual de delitos judiciais, no qual poderia evitar uma pena de prisão potencial e ter a acusação arquivada, em vez de ser obrigada ao tratamento controlador para usuários de droga.

“Ela já havia iniciado uma reabilitação muito séria muito antes da acusação de hoje”, disse o advogado Gottlieb após a sessão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 118 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal