Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

12/04/2011 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Promotoria intima amigo de Lula sobre suspostas fraudes em Campinas

Por: Fausto Macedo

Pecuarista José Carlos Bumlai deve prestar esclarecimentos quanto a 'tratativas' das quais teria participado e que resultaram na contratação da empresa Constram pela Sanasa.

O Ministério Público Estadual intimou o pecuarista José Carlos Bumlai, da Agropecuária JB, para depor em procedimento sobre supostas fraudes em contratos da Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento S.A. (Sanasa), em Campinas.A promotoria quer esclarecimentos de Bumlai sobre "tratativas" das quais ele teria participado e que resultaram na contratação da empresa Constram pela Sanasa.

O depoimento de Bumlai deverá ocorrer na próxima semana. Amigo pessoal do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a quem foi apresentado pelo ex-governador do Mato Grosso do Sul Zeca do PT, o pecuarista integrou o Conselho de Administração da Constram. No governo Lula, ele tinha portas abertas no Palácio do Planalto.O ex-presidente hospedou-se em suas fazendas, nos arredores de Campo Grande.

Guilherme Bumlai, filho de José Carlos Bumlai, disse ao Estado que ambos estão "pasmos" com a notícia da intimação. Ele informou que seu pai deixou o conselho da Constram em 1994. "Não tem o menor cabimento, transcorreram 17 anos desde a saída da Constram ", protesta Guilherme. "Meu pai desconhece essa investigação, não faz a menor ideia do motivo de sua notificação. Isso não faz o menor sentido, nem tem nexo."

Dez anos de contratos da Sanasa são o alvo central da complexa investigação, conduzida por força tarefa da promotoria. A apuração se estende a contratos de outras esferas da administração municipal em Campinas. A promotoria trabalha com a hipótese de pagamentos de propina equivalente a até 7% do valor de cada contrato. Um dos investigados é Luiz Castrillon de Aquino, que presidiu a Sanasa entre janeiro de 2005 e julho de 2008. Também serão intimados dois diretores da Construto Camargo Corrêa, Dalton Avancini e Pedro Hallack.

A Constram e a Camargo Corrêa foram contratadas para execução de importantes etapas do projeto Anhumas - obras da estação de tratamento de esgoto e do emissário do rio, além de obras contra enchentes na avenida Princesa D'Oeste, em Campinas. A Constram e a Camargo Corrêa não se manifestaram sobre a convocação da promotoria. A primeira dama de Campinas, Rosely Nassim, é outro alvo do procedimento.

O Ministério Público mandou intimá-la quinta feira, mas a missão foi frustrada. Na quinta feira, quando o oficial da promotoria chegou ao Palácio dos Jequitibás, sede do governo municipal, Rosely e o marido, prefeito Dr. Hélio (PDT), já haviam deixado a cidade, rumo a São Paulo, onde embarcariam para a China. Em Pequim, o casal juntou-se à comitiva da presidente Dilma Rousseff.

Rosely, que também é secretária-chefe de gabinete do marido, é citada na investigação do Gaeco, grupo do Ministério Público que combate o crime organizado. "Tão logo dra. Rosely retorne (da China) se colocará à disposição da promotoria para todos os esclarecimentos necessários", afirmou Francisco de Lagos, secretário de Comunicação da Prefeitura de Campinas. "Dra. Rosely nunca foi gestora da Sanasa, não sabemos o motivo da convocação. Mas a orientação do prefeito é no sentido de total transparência e de responder em qualquer instância todos os questionamentos feitos."

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 181 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal