Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

14/04/2011 - Jornal da Cidade de Bauru Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Acusado de fabricar nota falsa é preso

Por: Vitor Oshiro

Detido em Pirajuí, Osmar Ritz tinha várias notas de R$ 50 na tela do computador; até CPF em branco foi encontrado.

Pirajuí – A 2.ª Companhia da Polícia Militar (PM) de Pirajuí (58 quilômetros de Bauru) prendeu um homem suspeito de ser responsável por grande derrame de notas falsas em toda a região. O acusado trabalha como agente de escolta de presos e, com ele, foram localizadas cédulas e muitos documentos falsificados, além dos equipamentos utilizados para a fabricação das notas, como computador e impressoras.

A ação ocorreu ontem por volta das 18h na residência do suspeito, localizada na rua Barão do Rio Branco, no Centro de Pirajuí, em área conhecida como “Boca da Onça”. Segundo os policiais, ao entrar na casa, Osmar Ritz, 41 anos, estava com o computador ligado e, na tela, estavam várias notas de R$ 50,00 que provavelmente iriam ser impressas.

Entretanto, ele teria retirado o equipamento da tomada assim que viu os policiais entrando no local. Ainda de acordo com a polícia, o suspeito também teria resistido à prisão.

A PM procurava o autor das falsificações de dinheiro há algum tempo, depois de receber várias denúncias de que as cédulas falsas eram repassadas em festas noturnas de pequenas cidades da região.

Entretanto, o ápice teria ocorrido na festa do aniversário de Pirajuí, no dia 29 de março, quando mais de R$ 4 mil em dinheiro falso foi despejado na cidade. Ontem, após denúncia anônima, o acusado foi localizado.

Além de uma nota falsa de R$ 50,00, foram apreendidos também cinco RGs – com a indicação de três Estados diferentes -, três CPFs – sendo que um deles estava em branco -, cartões bancários, computador, impressora, um HD externo e vários cheques, que, de acordo com os policiais, somavam mais de R$ 15 mil.

Ainda foram localizadas duas pedras de crack e também anotações que podem ser utilizadas na investigação. Em uma delas, havia a anotação de altas quantias, como R$ 20 mil e R$ 15 mil, o que pode indicar o volume grande das movimentações feitas pelo acusado.

De acordo com o que a polícia apurou nas diligências, Osmar Ritz fabricava as notas falsas e trocava cinco delas por uma verdadeira. Assim, ele recebia R$ 50 em dinheiro verdadeiro e despejava R$ 250 para quem o procurasse.

Ainda na noite de ontem, Osmar Ritz foi trazido à Delegacia da Polícia Federal de Bauru. Com ele, os policiais trouxeram também outro homem que estava na residência no momento da abordagem. Até o fechamento desta edição, o caso ainda estava sendo apresentado ao delegado federal de plantão.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 669 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal