Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

09/04/2011 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresa de alimentação se diz vítima de um ‘criminoso confesso’

Por: Fausto Macedo e Marcelo Godoy

SP Alimentação, alvo maior da promotoria, atribui a delator de escândalo as falhas encontradas em contratos de merenda.

A SP Alimentação partiu para o ataque. A empresa, alvo maior da promotoria, atribui ao delator Genivaldo Marques "interesses muito particulares". "É ponto pacífico que a SP Alimentação é vítima de um criminoso confesso, não só relativamente aos crimes confessados que o Ministério Público vem apontando reiteradamente, mas, em especial, num crime que Genivaldo cometeu em Jandira", afirma a SP.

A empresa informa que era credora de mais de R$ 600 mil da Prefeitura de Jandira. Ao tentar receber, "a empresa foi surpreendida com a notícia de que esse valor já teria sido pago". Depois de ingressar com medidas judiciais, a SP soube que o dinheiro teria sido recebido em nome da empresa, mediante falsificação da assinatura do sócio Eloizo Durães e de outros funcionários, "bem como teriam sido fabricados diversos recibos de quitação, com falsificação de documentos".

Segundo a empresa, "por ordem judicial os bancos informaram que os cheques desses valores foram depositados na conta de Genivaldo". A SP acusa a ação de "fortíssimo grupo econômico, que, há muito tempo, vem agindo nos bastidores, com o fim único de acabar com o ramo da merenda escolar terceirizada, que comprovadamente é o mais eficiente e que teve sucesso para evitar a continuidade de fraudes em licitações".

O auditor do FNDE, Gil Loja, adverte que todo o dinheiro repassado para merenda "fica sob fiscalização e os destinatários têm de prestar contas permanentemente". Para o auditor, é muito importante funcionar o "controle social". Por isso, ele destaca, o fundo "investe pesado" em capacitação de pessoal para acompanhar a execução do uso das verbas federais.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 138 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal