Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

07/04/2011 - Correio da Manhã Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Burlões deixam idosos na ruína

Arouca: Falsos funcionários da segurança social .

Um casal de idosos da aldeia de Belece, na freguesia de S. Miguel do Mato, Arouca, caiu no conto do vigário e entregou mais de cinco mil euros a dois burlões que se fizeram passar por falsos funcionários da Segurança Social, ao início da tarde de anteontem.

"Ai jesus, nem sei explicar. Só sei que nos levaram o dinheiro que amealhámos toda a vida. Não há direito", lamentou ao CM Rosa Ferreira, de 82 anos. Tudo em notas pequenas, à excepção de uma de 200 euros que Rosa guardava orgulhosamente há vários anos. "Era uma relíquia", afirmou.

Cerca das 12h45, um homem bem vestido e bem falante bateu à porta de Rosa e Joaquim ‘Moleiro’, invisual, de 86 anos, alegando que estava a fazer um levantamento dos inválidos para lhes aumentar as reformas em 3 por cento. Prometia ainda que ficariam isentos do pagamento de medicamentos. "Ele até me levou ao carro onde estava outro homem que ele apresentou como doutor, e foi ele que me fez várias perguntas sobre mim e o meu marido, que ficou cego por causa da diabetes", recordou a octogenária. Não demorou muito tempo até que lhe fosse questionado se tinha dinheiro em casa: "Disse-lhe que tinha mil contos [cinco mil euros] e ele respondeu que tinha de ver as notas porque havia dinheiro que terminava a validade amanhã [ontem]."

Rosa, seguida pelo burlão, foi ao quarto buscar o dinheiro que tinha guardado em peças de roupa, mas ainda faltavam cerca de 1500 euros que o marido Joaquim guardava na carteira junto ao peito. "Ele não me queria dar, até discutimos, e eu tive de lha arrancar, agora sinto-me mal", contou a mulher. Foi então pedido a Rosa que fosse buscar o Bilhete de Identidade e, nessa altura, os homens escaparam.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 180 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal