Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

06/04/2011 - pe360graus Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Clientes de bancos agora são vítimas de cheques clonados

Até uma delegada foi alvo do novo golpe descoberto pela polícia; delegado explica como escapar da ação dos falsificadores.

Os clientes de banco precisam ficar ainda mais atentos. Um novo tipo de golpe está causando prejuízos e provocando dor de cabeça: é o golpe do cheque clonado. A falsificação é tão sofisticada que a polícia ainda não descobriu como os bandidos estão fazendo para clonar os cheques. Até uma delegada já foi vítima dos vigaristas.

A delegada Genezil Coelho teve um cheque clonado no valor de R$ 635. Ao conferir o extrato, viu que se tratava de uma folha que ainda nem tinha usado e a assinatura era praticamente igual a dela.

“Eu acho que deveria haver um certo cuidado maior das instituições bancárias. Porque, mesmo que não tenha sido pago, mesmo que o banco tenha cuidado com o seguro e com tudo, mas alguém vai ser lesado. A pessoa que recebeu esse cheque e que depositou pode não ser a pessoa que praticou a fraude e foi lesada e vai ficar no prejuízo”, disse a delegada.

No extrato de outro cliente, que não quis se identificar, aparece um cheque compensado de R$ 985,49. Logo abaixo o mesmo valor, devolvido. É como se o banco reconhecesse o golpe e tivesse sustado o cheque clonado.

A polícia não apresenta números sobre a quantidade de cheques clonados que foram descobertos, mas quem for vítima do golpe deve fazer um boletim de ocorrência numa delegacia e, em seguida, procurar a agência bancária para contestar o cheque que não foi emitido por ela.

A clonagem de cheques tem feito muitas vítimas em todo país, mas há algumas dicas que podem dificultar a ação dos golpistas. Confira:

- Use somente a sua caneta e nunca aceite a de estranhos;

- Ao preencher o cheque, deixe o menor espaço possível entre uma palavra e outra;

- Faça um risco nos locais que não foram preenchidos e nunca deixe espaços em branco nos cheques;

- Escreva o valor em números e por extenso, o mais próximo possível do canto esquerdo de cada linha;

- Nunca deixe outra pessoa preencher o seu cheque.

O delegado de Repressão ao Estelionato, Rômulo Aires, citou outros cuidados que os clientes de banco podem tomar. “Ao passar o cheque, saber para quem está passando, evitar passar cheque pré-datados porque esses cheques podem ser negociados com terceiros. Uma orientação, inclusive, do Banco Central é que os clientes passem cheques sempre nominais e cheques cruzados. E, de preferência, e se possível também, fazer um histórico no verso do cheque, a que se refere aquele pagamento e assinar novamente.”

O delegado lembrou ainda que, depois de fazer o boletim de ocorrência, a pessoa deve procurar também a agência bancária para contestar o cheque que não foi emitido por ela e disse o que a polícia está investigando.

“Atualmente nós temos notado que tem aparecido vários casos e principalmente a um grande banco aqui da rede privada. Isso já é um motivo para uma grande investigação que nós estamos fazendo e já estamos em contato com o pessoal desse banco, da inspetoria de fraude para achar uma solução. Temos nos esforçado para esclarecer . nós temos inclusive uma investigação em curso e o próprio banco tem interesse em resolver essas questões”, explicou.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 615 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal