Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

03/08/2007 - Agência Estadual de Notícias PR Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Empresa recebe indevidamente contas da Sanepar em Maringá


A Sanepar denunciou à policia, pela prática de estelionato, uma empresa que recebia indevidamente pagamento de contas de água e esgoto em Maringá, prejudicando dezenas de clientes. A empresa Central de Arrecadação, que teve seu convênio bloqueado pela Sanepar em abril, continua recebendo e não repassando os dados do pagamento e nem os valores recebidos. Dessa forma, depois de 30 dias, quem já pagou a conta à empresa é comunicado pela Sanepar sobre o atraso e a possibilidade de corte na ligação.

De acordo com o coordenador de clientes da Sanepar, José Otávio Vinholi, a empresa era conveniada da Sanepar desde 2004, mas nos primeiros meses deste ano começou a repassar os pagamentos das faturas realizados pelos usuários com atraso e, posteriormente, não repassava nem as informações sobre pagamentos efetuados e nem os devidos valores. “Por este motivo o contrato da Sanepar foi encerrado”, explicou.

A Sanepar tentou, por várias vezes, negociar os débitos com o proprietário da empresa, por meio de notificações extrajudiciais e não conseguiu entrar em acordo. Um boletim de ocorrência foi registrado no Departamento de Polícia Civil em maio, para tentar impedir que a empresa continuasse a receber as faturas, mas a empresa não interrompeu os recebimentos, passando a receber os pagamentos como correspondente bancário do Banco Popular, contrato que também já foi cancelado pelo Banco do Brasil no fim de julho.

Nesta semana, para tentar solucionar de vez os problemas, a Sanepar registrou um novo boletim de ocorrência e encaminhou todo o processo para o departamento jurídico da empresa para evitar que seus usuários continuem a ser lesados pela Central de Arrecadação.

Segundo o gerente regional da Sanepar, Antônio Carlos Aredes Rosa, o prejuízo da empresa já chega a R$ 80 mil, que serão cobrados judicialmente. Ele informa que “a empresa está buscando alternativas para evitar que as ligações de água sejam cortadas. Para evitar futuros transtornos os usuários que efetuaram o pagamento das faturas nesses estabelecimentos devem procurar o escritório de atendimento da Sanepar para confirmação da quitação”, orienta Aredes. A confirmação também poderá ser feita pelo telefone 115 ou no site da Sanepar: www.sanepar.com.br.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 400 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal