Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

01/04/2011 - ES Hoje Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Compra de carros com documentos de terceiros: os lesados foram as vítimas

Por: Dóris Fernandes

Delegado Gilson Gomes acredita no envolvimento de despachantes, cartórios e financiadoras no crime.

Começa a ser desmantelada uma quadrilha que comprava carros com documentos de terceiros. O que tudo indica, pode haver o envolvimento de pessoas ligadas a um cartório de ofício de Cariacia, além de financiadoras e despachantes na fraude. "É possível o envolvimento de despachantes, cartórios e financiadoras no crime. Com o Detran vamos apurar o processo que gerou a transferência do carro para o nome da vítima", disse o titular da Delegacia de Defraudações e Falsificações (Defa), Gilson Gomes.

O caso chegou ao conhecimento da Defa em fevereiro. À polícia a vítima relatou que havia recebido uma multa de um carro que não tinha comprado. A multa, em seu nome, foi enviada pelo Departamento de Trânsito (Detran) no dia 24 de janeiro.

A partir da denúncia deu-se início as investigações e um alerta de situação irregular no registro do veiculo: um Fiat Doblo, placa DOO-3715. Até que na noite desta quinta-feira (31), o vendedor Frampbell Leal do Nascimento, 29, foi parado em uma blitz de rotina por policiais militares em Cariacica, conduzindo o automóvel, o Fiat.

Na delegacia, Gomes disse que o acusado já respondia pelo crime de estelionato. Falta a polícia confirmar a sua participação no esquema. Informações iniciais dão conta que, o vendedor teria comprado o carro sabendo da fraude. Se condenado, ele pode pegar de um a cinco anos de prisão.

"Esse é a ponta do iceberg de uma quadrilha que age aqui no Espírito Santo. É uma quadrilha grande. Acreditamos que chega a 30 o número de veículos comprados nesse esquema fraudulento", afirmou Gomes. "Como é possível comprar um automóvel com documentos de terceiros?", questionou.

O curioso, ressaltou o delegado, é que a vítima não perdeu os seus documentos e nem os repassou. Tampouco comprou um Fiat Doblo ano 2004/2005. O delegado quer saber como essa qadrilha conseguia comprar e efetuar a transferência do automóvel sem a presença do titular do documento.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 530 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal