Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

30/03/2011 - O Norte Online Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

"Falsos médicos" prestam depoimento

Por: Priscylla Meira

Seis estudantes de Medicina de João Pessoa estavam atuando irregularmente em hospitais do interior.

Seis estudantes de Medicina estão sendo investigados pela Polícia Civil da Paraíba, acusados de atenderem pacientes, prescreverem medicamentos e realizarem exames, sem o registro profissional necessário para exercer a profissão. O grupo estuda em João Pessoa, mas utilizava registros falsos para realizar plantões médicos no Hospital e Maternidade Municipal Emerentina Dantas, localizado na cidade de Paulista, a 310 Km de distância da capital, e no Posto de Saúde da Família (PSF) do município de São Bento, na mesma região.

Os acusados, que usavam número falso de registro do CRM, são: Kaiobrucy Sory Medeiros de Macedo, José Cassimiro da Silva, Raoni de Araújo Lima, Lonardo Rodrigues Coura, Alysson Gomes Lustrosa e Humberto de Almeida Filho. De acordo com o delegado regional do município de Paulista, Roberto Barros, os estudantes poderão ser indiciados pelos crimes de estelionato, tráfico de entorpecentes, prática irregular da profissão, falsidade ideológica e abuso sexual.

"Eles se passavam por médicos e prescreviam até medicamentos de uso controlado, com receita azul. Por causa disso, podem ser indiciados por tráfico de drogas. Como realizavam exames ginecológicos, também podem responder pelo crime de abuso sexual", esclareceu o delegado. Os falsos médicos foram intimados e ouvidos na manhã de ontem, na Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, mas não quiseram se pronunciar sobre o caso.

A contratação deles deverá ser justificada pela secretária de Saúde de Paulista, Isís Pereira Dantas, e pelo prefeito, Severino Pereira Dantas, que estão sendo indiciados pelo Ministério Público (MP) no município. Ao ser questionada sobre a documentação falsa apresentada pelos estudantes durante a contratação, a secretária explicou que os estudantes não tinham vínculo empregatício com o hospital municipal. "Eles eram prestadores de serviço e recebiam pelos plantões que davam nos finais de semana. Em Paulista, há uma deficiência muito grande de médicos e eles começaram a atuar aqui depois de trabalharem em outras cidades circunvizinhas da região", alegou Isís.

A investigação sobre a atuação dos falsos profissionais começou a partir de uma denúncia enviada pelo proprietário de uma farmácia de Paulista para o Conselho Regional de Medicina (CRM). "Ele enviou por fax uma receita prescrita pelo estudante com o número de registro falso. Após o CRM constatar que dois estudantes estariam realizando consultas sem registro médico, acionou a polícia, que deu início às investigações e detectou que outros quatro estudantes estariam praticando o mesmo crime", explicou o delegado, que ainda não sabe quantos pacientes teriam sido atendidos pelos falsos médicos, mas informou que os estudantes estariam atuando na região desde 2009.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 351 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal