Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

29/03/2011 - O Estado de São Paulo / Ag. Estado Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Golpes por telefone: dez tentativas e uma vítima por dia em SP

Por: Plínio Delphino

Idosos são alvo mais frequente; criminosos inventam sequestro ou acidente de parentes e[br]pedem milhares de reais.

Felipe (nome fictício) voltava do trabalho. Em casa, sua mãe tentava contato com ele. Em outro telefone, seu pai ouvia um criminoso dizer que o rapaz havia sofrido um acidente. E para a internação, o "bom samaritano" havia passado um cheque. Agora ele ameaçava: "Só digo onde está internado depois de receber o meu dinheiro de volta."

Só neste ano, a Polícia Militar recebeu 900 chamadas sobre falsos acidentes e falsos sequestros - dez por dia. Os policiais conseguem auxiliar a vítima em 90% dos casos. O pai de Felipe foi um dos que ligaram para o 190. A soldado Elizabeth Kalinauskas atendeu e pediu calma à família. Ela tentou o celular do jovem até que conseguiu contato. "O rapaz ligou para os pais, que puderam despistar os bandidos."

A PM afirma que neste ano cerca de 90 golpes deram resultado. Foi o caso de Lourdes Martins da Nóbrega, de 84 anos: ela pagou R$ 13 mil para um bando que simulou um acidente com a sua sobrinha. O delegado Genésio Leo Júnior - que prendeu dois dos quatro suspeitos de enganar Lourdes - disse que muitos idosos têm vergonha de registrar o crime porque seus parentes zombam ou recriminam sua falha.

A Polícia Civil não descarta a possibilidade de criminosos terem um banco de dados da área de saúde com contatos de idosos - o principal alvo.

Os golpes por telefone ficaram mais frequentes a partir de 2006. "Como o teatro do sequestro ficou mais conhecido, criou-se o do acidente", disse o tenente Cleodato Moisés do Nascimento, porta-voz do Comando de Policiamento da capital.


Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 223 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal