Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

25/03/2011 - Só Notícias Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Afastado ex-chefe da Sema Sinop preso por fraudes ambientais

Por: Alex Fama


O secretário de Estado de Meio Ambiente (Sema), Alexander Maia, determinou o afastamento preventivo do ex-gerente regional e servidor do órgão em Sinop, Jackson Monteiro de Medeiros. Ele foi preso pela Polícia Civil durante a operação São Tomé acusado de receber propina e forjar dados em vistoria de áreas na região. A medida cautelar, segundo portaria publicada no Diário Oficial do Estado, que circula hoje, é para que o servidor "não venha a influir na apuração da irregularidade".

Além desta medida, o secretário também determinou que a instauração de um processo administrativo disciplinar para investigar o ex-gerente. Três servidores foram nomeados (um presidente e dois membros) para apresentar um relatório sobre o fato dentro de 60 dias, prorrogáveis por mesmo período, se assim a comissão precisar.

Jackson responde a inquérito policial por corrupção em Sinop e também foi preso na "Operação Guilhotina" no ano de 2007. Ele e mais 15 pessoas são acusadas de grilagem de terra, falsificação de documentos, extração e venda ilegal de madeira em negócios que chegariam a R$ 2 milhões. Conforme Só Notícias já informou, a operação São Tomé foi deflagrada pela Polícia Civil no último dia 10 para desarticular um esquema de grilagem de terras para obtenção de licenças ambientais fraudulentas, destinadas à exploração de madeiras retiradas de áreas ilegais.

Quinze foram presos nas investigações realizadas pela Delegacia Municipal de Sinop e a Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Dema), de Cuaibá. Um advogado em Sinop e um tabelião em Peixoto de Azevedo tiveram prisões provisórias decretadas, prestaram depoimentos e responderão processos em liberdade.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 114 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal