Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

24/03/2011 - TV Super Canal Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Operação “Golpe de Mestre” prende 5 pessoas

Na manhã desta quinta-feira (24/03) a Polícia Civil desarticulou uma das maiores quadrilhas de estelionato de Caratinga. Outros dois integrantes do esquema estão sendo procurados pelo PC em Ipatinga.

Era 5h manhã desta quinta-feira (24/03) e toda a equipe da Polícia Civil estava na porta da Segunda Delegacia Regional Polícia Civil de Caratinga planejando como seria realizada a Operação “Golpe de Mestre”.

Cinco equipes de policiais foram espalhadas em diversos pontos da cidade para a realização da operação que desarticularia uma das maiores quadrilhas de estelionato de Caratinga. Ao todo foram cinco mandados de busca e apreensão e sete mandados de prisão preventiva.

O jornalismo do Super Canal acompanhou uma das equipes que estava sendo conduzida pelos delegados Almir Lugon, Ivan Lopes Sales e o delegado Regional Gilberto Simão de Melo. A primeira abordagem aconteceu em uma casa localizada na Rua Diamantina, número 165, no Bairro Santa Cruz. Quando chegamos no local, a Policia Civil abordou Luciano dos Santos Barbosa. Ele negou participação na quadrilha, ficou bastante alterado e teve que ser algemado pelos policiais.

Não foram permitidas imagens da revista de policiais civis na casa de Luciano, mas nossa equipe acompanhou tudo de perto. Na casa dele a policiais encontraram oito munições ainda na embalagem, cheques e notas promissórias que a polícia acredita que foram utilizados na aplicação de golpes de esquemas da quadrilha. Já na casa ao lado a polícia cumpriu mais dois mandados de busca e apreensão. Márcio de Santos Barbosa e a esposa Maria Onofre Lurdes Lopes e Faria foram presos também por envolvimento no esquema. Na casa do casal a polícia apreendeu dois computadores, R$ 2,300 em dinheiro, cheques, notas promissórias e documentos de Sirlene Pereira da Silva, que segundo a polícia também é suspeita de fazer parte da quadrilha.

A VERSÃO DE UM DOS AUTORES

Nossa equipe conversou com Márcio, um dos acusados de cometer o crime. Ele negou qualquer participação na quadrilha. “Eu não sei de nada. Não entendo porque fui preso. Eu compro mercadorias e revendo sim. Sou comerciante, mas não estou envolvido com isso não”, se defende Márcio.

Quando perguntamos por que os documentos de Sirlene, suspeita de envolvimento no esquema, estava na casa dele, Márcio não soube justificar qual a relação dele e da esposa com a suspeita. “Minha esposa trabalhava para ela, só isso. Sirlene é dona da empresa em que eu compro mercadorias”, alega Márcio.

Quanto aos R$ 2,300 encontrados em sua casa. Márcio alega que é dele, mas que o dinheiro foi adquirido através de compra e venda de café.

ENTENDA COMO A QUADRILHA APLICAVA GOLPES NA REGIÃO

Outras duas pessoas foram presas pela polícia civil também acusadas de participação no esquema. Carlos Castilho Genelhú e Rogério Alves dos Santos. Segundo o delegado Fernando Lima, a quadrilha criou duas empresas, chamadas de CP da Silva e Comercial Campos do ramo material de informática e produtos agrícolas. Através do CNPJ das empresas foram criadas diversas contas bancárias. A quadrilha usava cheques sem fundos para comprar mercadorias e revendia os produtos, aplicando golpes em empresários de Caratinga e Ipatinga. “A empresa CP da Silva fornecia os cheques sem fundo para compra destas mercadorias e revendia. A outra empresa, Comercial Campos foi criada apenas para dar boas referências sobre a CP da Silva. As investigações foram iniciadas a partir do momento em que os clientes procuraram a delegacia para denunciar os cheques sem fundo” explica o delegado.

O sítio de Márcio próximo ao distrito de Santa Luzia também foi revistado por policiais civis. De acordo com o delegado o prejuízo de golpes da quadrilha na região é de aproximadamente R$ 60 mil. Ainda nesta quinta-feira, policiais civis cumprirão mandado de busca e apreensão de Sirlene. Com ela a polícia também pretende prender Lorival de Souza Rodrigues, mais um integrante da quadrilha. Segundo o Delegado após três meses de investigação, a polícia pretende pedir a justiça de prisão preventiva dos autores.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 1039 vezes




Comentários


Autor e data do comentário: fabricio - 25/03/2011 09:19

a Polícia Civil de INhapim na data de ontem também conseguiu prender um estelionatário que falsificou documentos, comprou carro, abriu diversas contas, cartão de crédito etc.
contato, 33-3315-1244 Investigador Sebastião ou Delegado Dr. Welington



O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal