Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

17/03/2011 - Bom Dia Sorocaba Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Polícia Federal identifica estudante de direito que aplicava golpes no país

Ele se apresentava como 'representante jurídico' de um escritório de advocacia para efetuar crimes.

A Polícia Federal em Marília deflagrou ação nesta quinta-feira que culminou com a prisão de um estudante de direito de Garça, que se apresentava como "representante jurídico" de um escritório de advocacia e, assim, praticava crimes em diversas cidades, incluindo São Paulo
(capital).

Estudante do 4º ano do curso de direito, T.N.S. utilizava-se de documentos timbrados e informações falsas, captava clientes em diversas partes do país, sob a promessa de postular perante a Justiça Federal para conseguir benefícios previdenciários. Ele foi ouvido pela polícia e aguardará julgamento em liberdade.

O estudante recebia as somas em dinheiro para, em tese, pagar honorários e custas judiciais de processos que em algumas situações sequer foram propostos perante o Poder Judiciário. Em outros casos, embora não habilitado perante a OAB, por não estar formado, conseguia ajuizar as ações afeitas, sem, no entanto, conseguir algum êxito.

Segundo apurado pela Polícia Federal até o momento, o estudante de direito deu início a sua empreitada em agosto de 2010, e já no final do ano, pressionado pelas vítimas que não auferiam resultados práticos de suas demandas, chegou a agendar uma reunião com uma falsa Procuradora do INSS e as vítimas, onde, ponto a ponto, caso a caso, esclareceram as dúvidas dos "clientes" e conseguiram assim sustentar o golpe e até mesmo captar mais recursos financeiros.

Uma nova reunião já estava marcada para a OAB instalado na Justiça Federal em Marília, tudo para dar ainda mais credibilidade e potencial ao golpe.

A reunião não ocorreu, não tendo se apresentado a falsa Procuradora do INSS, e o estudante de direito foi assim identificado e levado à sede da Polícia Federal em Marília para os procedimentos, mas ele não foi flagrado em atuação criminosa, já que a consumação do golpe e a
entrega de somas em dinheiro ocorreram a maior parte em 2010.

Diversas vítimas foram identificadas e serão contatadas para prestar declarações que possam levar a formação ampla de autoria, incluindo a identificação da falsa Procuradora do INSS, ainda não localizada.

Documentos apreendidos serão somados aos apresentados pelas vítimas e submetidos a análise.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 178 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal