Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

15/03/2011 - Mídia News Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Fraudes no Detran causam prejuízos de R$ 960 mil

Esquema envolvia funcionários e ex-funcionários do órgão e despachantes; Polícia cumpre 10 mandados.

Dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça-feira (15), em Mato Grosso, pela Delegacia Especializada em Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública, da Polícia Judiciária Civil.

As investigações apuram fraudes no recolhimento do seguro DPVAT, que indeniza vítimas de acidentes causados por veículos que têm motor próprio (automotores) e circulam por terra ou por asfalto (via terrestre). Um dos mandados foi cumprido na cidade de Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá).

Os policiais apreenderam diversos documentos e computadores nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande e Sinop. A documentação e as máquinas serão periciadas para comprovar a prática de crimes de estelionato, corrupção passiva e ativa, cometidas por onze pessoas investigadas na fraude.

O inquérito foi aberto no dia 05 de julho de 2010, depois de informações encaminhadas pela Corregedoria do Departamento de Trânsito (Detran) de Mato Grosso.

A fraude era praticada via programa de computador, que alterava o código de barras do documento de arrecadação do seguro DPVAT, de modo a possibilitar o recolhimento a menor do valor devido.

De acordo com o delegado Rogério Atílio Modelli, como o sistema não confrontava o valor devido com o valor recolhido, o documento era automaticamente baixado no sistema. As fraudes ocorreram nos anos de 2007 a 2010, somando um prejuízo aproximado de R$ 960 mil.

Conforme as investigações, a fraude era cometida com a participação de funcionários e ex-funcionários do Detran/MT, despachantes e prepostos.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 171 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal