Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


Acompanhe nosso Twitter

31/07/2007 - G1 Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Em SP, carteira de habilitação é vendida por até R$ 2 mil


Um esquema milionário de fraudes na emissão de carteiras de habilitação é investigado pelo Ministério Público de São Paulo (MP) e Polícia Civil. De acordo com o MP, a venda de habilitações acontece em várias cidades do interior do estado e da Grande São Paulo. Os promotores concluíram que as fraudes são resultado da falta um controle mais rígido na emissão dos documentos. Em Várzea Paulista, a 63 km de São Paulo, o esquema movimentou cerca de R$ 1,6 milhão em apenas um mês.

Na cidade do interior paulista, quase 10 mil pessoas conseguiram em um ano tirar uma nova habilitação. O número é três vezes maior do que a população de jovens de dezoito anos no município. A explicação para os números está numa fraude montada por auto-escolas e policiais da região. Segundo as investigações, os candidatos não faziam provas e muitos não chegavam a ir até a cidade.

Em Divinópolis

No começo do mês, o Jornal da Globo mostrou que moradores de Divinópolis, no sul de Minas, compraram carteiras de habilitação nas cidades de Mogi das Cruzes, Diadema e na capital. Os prontuários dos candidatos apontam que esses motoristas passaram por todas as fases dos exames, mas a maioria nem deixou Minas Gerais.

Na época, o Detran baixou uma portaria determinando que o candidato só poderia tirar habilitação no endereço do título de eleitor. Um dia depois da matéria do Jornal da Globo, a portaria foi suspensa. A fraude continuou conforme o relato do dono de uma auto-escola. Ele afirma que os preços são definidos de acordo com “a cara do cidadão” e poderiam variar entre R$ 1.200,00 e R$ 2 mil.

Nesta terça-feira (31), a equipe do SPTV voltou aos locais que foram denunciados no começo de julho. Tudo continua funcionando como antes. E as carteiras que o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran) sabe que foram tiradas ilegalmente ainda não foram cassadas.

Na região de Mogi das Cruzes, o delegado da Ciretran diz que já identificou o policial que liberou a senha para emissão das carteiras e ele foi afastado. Uma outra investigação apura o envolvimento de médicos, psicólogos e peritos na fraude.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 308 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2016 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal