Monitor das Fraudes - O primeiro site lusófono sobre combate a fraudes, lavagem de dinheiro e corrupção
Monitor das Fraudes

>> Visite o resto do site e leia nossas matérias <<

CLIPPING DE NOTÍCIAS


ÚLTIMOS TREINAMENTOS DE 2017 SOBRE FRAUDES e DOCUMENTOSCOPIA

Veja aqui a programação dos últimos treinamentos sobre Falsificações e Fraudes Documentais (16/11) e sobre Prevenção e Combate a Fraudes em Empresas (30/11).

Acompanhe nosso Twitter

11/03/2011 - Diário da Amazônia Escrever Comentário Enviar Notícia por e-mail Feed RSS

Descoberto esquema de falsificação

Por: Ronaldo Inácio


Os documentos necessários são: cópia do documento de identidade, CPF e uma foto 3x4, mais R$ 2mi. O novo condutor “habilitado” não precisa fazer auto-escola, nem as provas teórica e prática do Detran. Um forte esquema de falsificação que teve fim essa semana no interior do Estado, na cidade de Nova Brasilândia do D’oeste. Através de denúncias a Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) conseguiu efetuar a prisão do envolvido Adriano Aparecido Soares e com ele foram apreendidas seis carteiras de habilitações falsas. Adriano colhia os documentos dos clientes e levava a São Paulo para as falsificações, “Um material de boa qualidade, não é uma falsificação grosseira”, falou o corregedor do Detran, Cristiano Lopes.

O envolvido cobrava R$ 2 mil por habilitação, lá em São Paulo pagava metade do valor pela impressão da CNH. Segundo informações da Corregedoria acredita-se que tenha muitas carteiras de habilitações falsas pela região de Rolim de Moura, Santa Luzia, Alta Floresta e cidades próximas a BR-429. Cerca de 20 cópias de documentos estavam preparadas para serem levados a São Paulo.

A denúncia foi feita por um dos clientes de Adriano, alegando que o envolvido afirmou que a CNH teria efeitos no Detran, após verificar que a informação não procedia o cliente resolveu denunciar Adriano. A equipe da Corregedoria do Detran acompanhou as investigações na cidade para a conclusão do inquérito. Segundo informações do delegado Cristiano, a cópia do inquérito será encaminhada para São Paulo para continuação das investigações. O acusado responderá por crime de estelionato.

Mais investigações e blitz serão realizadas em Nova Brasilândia do D’oeste e cidades vizinhas no intuito de apreender documentos falsos. “O objetivo da Corregedoria é checar e identificar os casos para coibir fraudes” explicou o delegado.

Página principal do Clipping   Escreva um Comentário   Enviar Notícia por e-mail a um Amigo
Notícia lida 322 vezes




Comentários


Nenhum comentário até o momento

Seja o primeiro a escrever um Comentário


O artigo aqui reproduzido é de exclusiva responsabilidade do relativo autor e/ou do órgão de imprensa que o publicou (indicados na topo da página) e que detém todos os direitos. Os comentários publicados são de exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. O site "Monitor das Fraudes" e seus administradores, autores e demais colaboradores, não avalizam as informações contidas neste artigo e/ou nos comentários publicados, nem se responsabilizam por elas.


Patrocínios




NSC / LSI
Copyright © 1999-2017 - Todos os direitos reservados. Eventos | Humor | Mapa do Site | Contatos | Aviso Legal | Principal